Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Comparação da eficácia dos modos de desmames de ventilação mecânica automatizados: um estudo de bancada (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MORATO, JOSÉ BENEDITO - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MCP
  • Subjects: RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL; RESPIRADORES MECÂNICOS; TERAPIA RESPIRATÓRIA
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O desmame da ventilação mecânica é um processo complexo que requer avaliação e interpretação de parâmetros clínicos objetivos e subjetivos. O atraso no processo de desmame pode expor o paciente a um desconforto desnecessário, aumentar o risco de complicações e custos. Os modos de desmame automatizados podem acelerar a extubação e diminuir a carga de trabalho da equipe da UTI. Há diversos modos automatizados de desmame disponíveis que foram avaliados, separadamente, em populações selecionadas, com resultados divergentes em relação ao desmame convencional. No entanto, os modos automáticos desmame não foram comparados entre si, nem sistematicamente avaliados, em condições específicas, mas comuns, como a ansiedade extrema ou esforços inspiratórios inefetivos. OBJETIVOS: Comparar os modos Smartcare®, ASV® e MRV® quanto a eficácia no desmame da ventilação mecânica. MÉTODOS: Estudo de bancada para avaliar os três diferentes modos de desmame automatizado: adaptive support ventilation (ASV®), mandatory rate ventilation (MRV®) and Smartcare®. Nós simulamos os pacientes usando um simulador pulmonar programável (ASL 5000 - Ingmar Medical) com o padrão respiratório, mecânica respiratória e CO2 arterial de derivados de artigos publicados em periódicos médicos para criar duas condições: 1.extubação provável: mecânica pulmonar normal, ansiedade extrema, idosos normais, padrão de respiração irregular extrema (Cheyne-Stokes), doença pulmonar restritiva; 2. extubação improvável: (Continua)(Continuação) mecânica pulmonar alterada, com e sem esforços inspiratórios ineficazes. RESULTADOS: Os pacientes com extubação possível, ansiedade extrema, o padrão de respiração irregular moderada e extubação impossível foram diagnosticados corretamente por todos os modos. Os pacientes com Cheyne-Stokes foram diagnosticados impropiamennte por todos os modos, mas o modo Smartcare® diagnosticou corretamente quando a opção de distúrbio neurológico foi ativado. Apenas o Smartcare® diagnosticou corretamente o paciente com respiração rápida e superficial, devido à doença pulmonar restritiva. Somente o modo MRV® diagnosticou impropriamente o paciente com esforços inspiratórios ineficazes. O nível de estabilização da pressão de suporte variou para cada modo. ASV® e MRV® atingiram nível de pressão de suporte estável mais rápido do que Smartcare®. No entanto, especialmente para ASV®, não houve estabilização da pressão de suporte, mas oscilação da pressão ao longo de um grande intervalo. CONCLUSÃO: Os três modos de desmame automatizada tiveram desempenho correto na maioria dos pacientes, mesmo em condições adversas, como a ansiedade extrema. Pacientes com respiração rápida e superficial, devido à doença pulmonar restritiva, esforços inspiratórios ineficazes e Cheyne Stokes, foram impropriamente diagnosticados, dependendo do modo. ASV® e MRV® tem respostas mais rápidas, mas apresentaram grande variação do nível da pressão de suporte, especialmente de modo a ASV®
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.03.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700098249W4.DB8 SP.USP FM-2 M831co 2011
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MORATO, José Benedito; CARUSO, Pedro. Comparação da eficácia dos modos de desmames de ventilação mecânica automatizados: um estudo de bancada. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5150/tde-14062011-165704/ >.
    • APA

      Morato, J. B., & Caruso, P. (2011). Comparação da eficácia dos modos de desmames de ventilação mecânica automatizados: um estudo de bancada. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5150/tde-14062011-165704/
    • NLM

      Morato JB, Caruso P. Comparação da eficácia dos modos de desmames de ventilação mecânica automatizados: um estudo de bancada [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5150/tde-14062011-165704/
    • Vancouver

      Morato JB, Caruso P. Comparação da eficácia dos modos de desmames de ventilação mecânica automatizados: um estudo de bancada [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5150/tde-14062011-165704/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: