Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Pesquisa e caracterização de Escherichia coli patogênica (E.coli produtora de toxina Shiga - STEC; E.coli aviária patogênica - APEC) de fragatas (Fregata magnificens) da Costa do Estado de São Paulo (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SAVIOLLI, JULIANA YURI - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Subjects: ESCHERICHIA COLI; COLIBACILOSE ANIMAL; TESTES DE SENSIBILIDADE MICROBIANA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho objetivou pesquisar e caracterizar Escherichia coli patogênica (E. coli produtora de toxina Shiga STEC; E. coli aviária patogênica - APEC) em fragatas (Fregata magnificens) da costa do Estado de São Paulo e, desta forma, contribuir para a compreensão de aspectos epidemiológicos deste importante grupo de enfermidades zoonóticas bacterianas, as colibaciloses. Para tanto, foram realizadas três expedições científicas aos dois sítios de nidificação de fragatas no estado de São Paulo, Ilha Principal do Arquipélago de Alcatrazes (24°06´S - 45°41´W) e Ilha de Castilho (25°16´S - 47°57´W), nas quais foi colhido um total de 42 amostras de "swabs", sendo 21 cloacais e 21 de coanas, oriundos de 18 filhotes de sexo indeterminado, 2 fêmeas adultas e 1 macho adulto de fragatas. Das 42 amostras clinicas estudadas, foram identificadas 18 com crescimento de E.coli. Destas, foram isoladas 67 cepas, que foram então submetidas à pesquisa de genes de virulência e caracterização de grupos filogenéticos através da técnica de PCR. Em seguida, as cepas que exibiram fatores de virulência foram analisadas através de sorotipagem. Para investigar os padrões de resistência e sensibilidade a antimicrobianos, foram realizados antibiogramas para 18 tipos distintos de antimicrobianos para uma cepa de cada amostra selecionada de E. coli. Os resultados alcançados mostraram que foi possível identificar 15 diferentes perfis de virulência, com positividade para os seguintes genes: fimH(98,3%), malX (52,4%), traT (31,1%), cvaC (22,9%), fyuA (19,6%), ibeA (19,6%), aer (13,1%) e papC (13,1%). A maioria dos isolados de fragatas foi caracterizado entre os grupos filogenéticos D e B2, e os principais sorotipos encontrados foram O1:H6, O2:H7, O25:H4, e O102:H10. Em relação à resistência a antimicrobianos, 60,1% dos isolados foram sensível aos 18 diferentes antimicrobianos testados; por outro lado, o antimicrobiano que apresentou maior resistência foi a Tetraciclina, que se revelou inefetiva em 20,1% das amostras pesquisados. Até o momento não foram identificadas cepas de STEC nos indivíduos pesquisados; por outro lado, os isolados albergam genes que caracterizam as ExPEC. Tais resultados mostram que a maioria das cepas isoladas é potencialmente patogênica para as aves, podendo representar significativo risco para sanidade das aves marinhas, além de se configurar como agentes zoonóticos relevantes, enfatizando a importância de se investigar a eventual participação das aves selvagens, em especial as marinhas, na cadeia epidemiológica de doenças ocasionadas por E. coli. Tais informações poderão nortear as pesquisas de doenças selecionadas nas populações das fragatas, assim como embasar a adoção de eventuais ações em relação a aspectos de saúde animal e humana, que tenham as fragatas como um dos elos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.02.2010
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300034251T.2235 FMVZ
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SAVIOLLI, Juliana Yuri; CATÃO-DIAS, José Luiz. Pesquisa e caracterização de Escherichia coli patogênica (E.coli produtora de toxina Shiga - STEC; E.coli aviária patogênica - APEC) de fragatas (Fregata magnificens) da Costa do Estado de São Paulo. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-10082010-143759/ >.
    • APA

      Saviolli, J. Y., & Catão-Dias, J. L. (2010). Pesquisa e caracterização de Escherichia coli patogênica (E.coli produtora de toxina Shiga - STEC; E.coli aviária patogênica - APEC) de fragatas (Fregata magnificens) da Costa do Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-10082010-143759/
    • NLM

      Saviolli JY, Catão-Dias JL. Pesquisa e caracterização de Escherichia coli patogênica (E.coli produtora de toxina Shiga - STEC; E.coli aviária patogênica - APEC) de fragatas (Fregata magnificens) da Costa do Estado de São Paulo [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-10082010-143759/
    • Vancouver

      Saviolli JY, Catão-Dias JL. Pesquisa e caracterização de Escherichia coli patogênica (E.coli produtora de toxina Shiga - STEC; E.coli aviária patogênica - APEC) de fragatas (Fregata magnificens) da Costa do Estado de São Paulo [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-10082010-143759/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: