Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estabilidade e eficácia de formulações cosméticas contendo extrato de Myrtus communis e um complexo vitamínico hidratante (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAMARGO JUNIOR, FLAVIO BUENO DE - FCFRP
  • USP Schools: FCFRP
  • Sigla do Departamento: S/D
  • Subjects: ANTIOXIDANTES; COSMÉTICOS; REOLOGIA; VITAMINAS
  • Language: Português
  • Abstract: Considerando que a tendência atual em termos de formulações cosméticas é a veiculação de diferentes substâncias ativas num mesmo produto, visando o sinergismo de efeito, o objetivo desse trabalho foi a avaliação da estabilidade, da segurança e da eficácia clínica de formulações cosméticas, contendo extrato de Myrtus communis e um complexo vitamínico hidratante à base de D-pantenol e derivados de vitaminas C e E, bem como a avaliação da atividade antioxidante in vitro do extrato objeto de estudo. Para tal, na primeira etapa do estudo foram elaboradas 4 formulações de géis creme, F1 (veículo), F2 (veículo acrescido de extrato hidrolisado de Myrtus communis), F3 (veículo acrescido de D-pantenol) e F4 (veículo acrescido de extrato hidrolisado de Myrtus communis e D-pantenol), as quais foram submetidas a testes preliminares de estabilidade e à avaliação do comportamento reológico, da compatibilidade cutânea e da eficácia clínica, por métodos subjetivos (avaliação sensorial) e quantitativos por técnicas de biofísica e análise de imagem da pele. No estudo clínico as formulações foram aplicadas nos antebraços e na face das voluntárias, sendo realizadas medidas do conteúdo aquoso do estrato córneo, da perda de água transepidérmica (TEWL), do micro-relevo cutâneo e da anisotropia da pele, antes (basal) e após 3 horas (efeito imediato) 15 e 30 dias de aplicação das formulações (efeito em longo prazo). Os dados foram analisados estatisticamente pelo teste paramétrico análise de variância. A seguir, a formulação que apresentou melhores resultados na avaliação sensorial e estudo de eficácia, foi acrescida de Tetraisopalmitato de ascorbila (F5) ou Vitamina E - D-Alfa Tocoferol Acetato (F6) ou associação destes (F7). As referidas formulações foram submetidas aos testes de estabilidade e eficácia clínica. De acordo com os resultadosobtidos, as formulações foram consideradas estáveis e seguras, sendo que a formulação de nº 4 foi a que apresentou o melhor sensorial, de acordo com as voluntárias sendo, portanto, selecionada para ser acrescida dos derivados de vitaminas objeto de estudo. Na avaliação dos efeitos imediatos, as formulações estudadas aumentaram significativamente o conteúdo aquoso do estrato córneo nas regiões dos antebraços e da face, quando comparadas com os valores basais. Em relação à TEWL, foi possível observar que as formulações nos 2, 3 e 4 provocaram melhora na função barreira da pele dos antebraços, enquanto que na face apenas as formulações nos 3 e 4 provocaram melhora neste parâmetro. Na avaliação em longo prazo, todas as formulações estudadas, proporcionaram um aumento significativo no conteúdo aquoso do estrato córneo após 15 e 30 dias de aplicação, enquanto que somente as formulações que continham as substâncias ativas objeto de estudo, ou seja, as nos 2, 3 e 4, melhoraram a função barreira da pele. No estudo de eficácia clínica onde as formulações F4 (veículo acrescido de extrato hidrolisado de Myrtus communis e D-pantenol) e F7 (veículo acrescido de extrato hidrolisado de Myrtus communis, D-pantenol e os derivados de vitamina C e E) foram avaliadas comparativamente, foi possível observar um aumento significativo nos valores do conteúdo aquoso do estrato córneo, em relação aos valores basais e a região controle (região que não recebeu aplicação de nenhuma formulação), após 15 dias de aplicação. Em relação à TEWL, apenas a formulação F4 (veículo acrescido de extrato hidrolisado de Myrtus communis e D-pantenol) provocou melhora na função barreira. De acordo com os resultados obtidos, as formulações desenvolvidas neste estudo apresentaram efeito hidratante pronunciado e, as que continham o extrato Myrtus communis eD-pantenol, protegeram a função barreira da pele. Além disso, o extrato de Myrtus communis demonstrou atividade antioxidante pronunciada, efeito considerado muito importante para o emprego deste extrato em cosméticos com finalidades antienvelhecimentos. Finalizando, este estudo mostrou a importância do desenvolvimento de formulações cosméticas estáveis, de sensorial adequado e com eficácia comprovada, contendo o extrato hidrolisado de Myrtus communis e o complexo vitamínico objeto de estudo, para a hidratação, proteção e melhora das condições gerais da pele
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.02.2011
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAMARGO JUNIOR, Flávio Bueno de; CAMPOS, Patricia Maria Berardo Gonçalves Maia. Estabilidade e eficácia de formulações cosméticas contendo extrato de Myrtus communis e um complexo vitamínico hidratante. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-14042011-195331/ >.
    • APA

      Camargo Junior, F. B. de, & Campos, P. M. B. G. M. (2011). Estabilidade e eficácia de formulações cosméticas contendo extrato de Myrtus communis e um complexo vitamínico hidratante. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-14042011-195331/
    • NLM

      Camargo Junior FB de, Campos PMBGM. Estabilidade e eficácia de formulações cosméticas contendo extrato de Myrtus communis e um complexo vitamínico hidratante [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-14042011-195331/
    • Vancouver

      Camargo Junior FB de, Campos PMBGM. Estabilidade e eficácia de formulações cosméticas contendo extrato de Myrtus communis e um complexo vitamínico hidratante [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60137/tde-14042011-195331/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019