Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Closed Kinetic Chain Upper Extremity Stability Test (Teste CKC): confiabilidade e análise cinemática (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TUCCI, HELGA TATIANA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: OMBRO; EXTREMIDADES; CINESIOLOGIA; REABILITAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Testes funcionais são ferramentas clínicas de baixo custo que fornecem dados objetivos do paciente. Porém, para que um teste assegure uma medida acurada ele deve ser confiável. Além disso, a análise biomecânica do teste traz informações adicionais à prática clínica. Os objetivos deste estudo são avaliar a confiabilidade, a cinemática e a cinética do Closed Kinetic Chain Upper Extremity Stability Test (Teste CKC). O estudo da confiabilidade envolveu 108 indivíduos divididos em 6 grupos: a) homens sedentários sem disfunção no ombro (n=20); b) mulheres sedentários sem disfunção no ombro, (n=20); c) mulheres ativas esporte-específico para a extremidade superior sem disfunção no ombro (n=20); d) homens ativos esporte-específico para a extremidade superior sem disfunção no ombro (n=20); f) mulheres sedentários com síndrome do pinçamento subacromial (n=15) e g) homens sedentários com síndrome do pinçamento subacromial (n=13). A Escala Visual Numérica foi aplicada antes e após o teste para mensurar a dor. Cada voluntário realizou 4 testes, intervalados em 45 segundos. Após uma semana, os procedimentos foram realizados novamente. O número de toques do teste foi obtido pela média das três últimas repetições e a potência e a pontuação foram determinadas através de fórmulas especificas do teste. A confiabilidade foi analisada pela média das 3 últimas repetições. A análise cinética e cinemática do Teste CKC foi realizada em grupos sedentários masculino (n=20) e feminino (n=20) em 3 distancias entre mãos (distancia 1 - teste, distancia 2 - entre acrômios, distancia 3 - 150% da distancia entre acrômios). Cada voluntário realizou 3 repetições em cada distancia, intervaladas em 45 segundos. Um repouso de 2,5 minutos foi dado entre as distancias. A confiabilidade foi calculada pelo Coeficiente de Concordância Intraclasse (‘ICC IND. 1,1’), interpretados como pobres quando <0.40, bonsentre 0.40 e 0.75 e excelentes quando > 0.75. A comparação da cinética e da cinemática em cada distancia foi realizada do modelo linear de efeitos mistos pelo valor de pico obtido das 3 repetições do teste. O nível de significância estabelecido foi 5%. Valores de confiabilidade excelentes e bons foram observados para todos os grupos em todos os itens avaliados. O modelo linear de efeitos mistos mostrou não haver diferença estatisticamente significativa na cinemática dos movimentos escapulares entre as três distâncias avaliadas para o grupo masculino. Entretanto, houve um aumento nos movimentos escapulares de rotação superior e inclinação anterior na distancia 1 em relação as demais para a maioria das comparações do feminino. O movimento de rotação externa do úmero foi maior na distancia 1 na maioria das comparações, apresentando um aumento no valor na fase de apoio e uma diminuição na fase de balanço. A força axial aplicada à extremidade superior no grupo masculino foi maior que no feminino e não houve diferença nos valores de força quando comparados entre as distancias dentro do mesmo grupo. Os resultados sugarem que o Teste CKC é uma ferramenta confiável para avaliar a função em pessoas com condições semelhantes às das amostras avaliadas. Entretanto, os resultados cinéticos e cinemáticos sugerem que o teste seja usado com cautela na prática clínica em decorrência do aumento da inclinação anterior da escápula e da força axial imposta à extremidade superior
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.03.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TUCCI, Helga Tatiana; OLIVEIRA, Anamaria Siriani de. Closed Kinetic Chain Upper Extremity Stability Test (Teste CKC): confiabilidade e análise cinemática. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Tucci, H. T., & Oliveira, A. S. de. (2011). Closed Kinetic Chain Upper Extremity Stability Test (Teste CKC): confiabilidade e análise cinemática. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Tucci HT, Oliveira AS de. Closed Kinetic Chain Upper Extremity Stability Test (Teste CKC): confiabilidade e análise cinemática. 2011 ;
    • Vancouver

      Tucci HT, Oliveira AS de. Closed Kinetic Chain Upper Extremity Stability Test (Teste CKC): confiabilidade e análise cinemática. 2011 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019