Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Capacidade de dissolução do hipoclorito de sódio e da clorexidina sobre biofilme oral formado "in situ" (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DEL CARPIO PEROCHENA, ALDO ENRIQUE - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Subjects: IRRIGANTES DO CANAL RADICULAR; HIPOCLORITO DE SÓDIO; BIOFILMES; DENTINA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do hipoclorito de sódio e a clorexidina sobre biofilme dental formado in situcom relação a: concentração do hipoclorito de sódio (1%, 2.5% e 5%) e clorexidina 2%, tempo de exposição à solução irrigadora (5, 15 e 30 minutos.), volumes das soluções (500 µl e 1 mL), espessura do biofilme e área de limpeza segundo analise morfométrica. Foram utilizados 120 blocos de dentina bovina esterilizada, colocados em um aparelho intraoral e utilizados por um voluntário durante 3 dias. Transcorrido o período experimental as amostras foram retiradas e coradas com 50 µl de laranja de acridina para determinar a espessura do biofilme pre irrigação por meio do Microscopio confocal de varredura laser (CLSM). Foram conformados 12 grupos experimentais com 10 blocos cada um e irrigados com NaOCl e clorexina. Dez amostras foram irrigadas com 500 µl (N=5) e 1mL (N=5) de NaOCl 1% por: 5 min (G1), 15 min (G2) e 30 min (G3). Dez amostras foram irrigadas com 500 µl (N=5) e 1mL (N=5) de NaOCl 2.5% por: 5 min (G4), 15 min (G5) e 30 min (G6). Dez amostras foram irrigadas com 500 µl (N=5) e 1mL (N=5) de NaOCl 5% por: 5 min (G7), 15 min (G8) e 30 min (G9). Dez amostras foram irrigadas com 500 l (N=5) e 1mL (N=5) de Clorexidina 2% por: 5 min (G10), 15 min (G11) e 30 min (G12). Para cada sub grupo experimental (N=5) se deixou um sexto bloco o qual foi irrigado com água destilada estéril para procedimentos de controle. Nos grupos de 15 e 30 minutos a solução de NaOCl e clorexidina foi renovada a cada 5 minutos. Os segmentos de dentina foram lavados com 200 µl de água destilada estéril para eliminar resíduos não aderidos e corados com 50 µl de Laranja de acridina para determinar a espessura do biofilme após irrigação por meio do CLSMForam encontrados altos valores de dissolução do biofilme e dentina limpa após contato com NaOCl a 5% durante 5 e 15 min. e com todos os grupos de NaOCl durante 30 min. O uso de Clorexidina a 2% não dissolveu o biofilme e nem aumentou a limpeza dentinária quando comparado com o NaOCl (P < 0.05)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.04.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB11600028777D37c
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DEL CARPIO PEROCHENA, Aldo Enrique; BRAMANTE, Clovis Monteiro. Capacidade de dissolução do hipoclorito de sódio e da clorexidina sobre biofilme oral formado "in situ". 2011.Universidade de São Paulo, Bauru, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25147/tde-08072011-163518/pt-br.php >.
    • APA

      del Carpio Perochena, A. E., & Bramante, C. M. (2011). Capacidade de dissolução do hipoclorito de sódio e da clorexidina sobre biofilme oral formado "in situ". Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25147/tde-08072011-163518/pt-br.php
    • NLM

      del Carpio Perochena AE, Bramante CM. Capacidade de dissolução do hipoclorito de sódio e da clorexidina sobre biofilme oral formado "in situ" [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25147/tde-08072011-163518/pt-br.php
    • Vancouver

      del Carpio Perochena AE, Bramante CM. Capacidade de dissolução do hipoclorito de sódio e da clorexidina sobre biofilme oral formado "in situ" [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25147/tde-08072011-163518/pt-br.php