Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise quantitativa e qualitativa da condutividade hidráulica da dentina após tratamento com diferentes agentes dessensibilizantes: estudo in vitro (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DANTAS, LUCIANA MASCARENHAS - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Sigla do Departamento: BAD
  • Subjects: DENTINA (EFEITOS DE DROGAS); AGENTES DESSENSIBILIZADORES DA DENTINA (FARMACOLOGIA); PERMEABILIDADE DA DENTINA; SENSIBILIDADE DA DENTINA
  • Language: Português
  • Abstract: O tratamento das lesões cervicais não cariosas hipersensíveis com agentes dessensibilizantes pode ser uma opção prática e eficaz devido, principalmente, à capacidade desses produtos de obliterarem os túbulos dentinários expostos. Portanto, o objetivo deste estudo foi analisar, in vitro, o efeito quantitativo e qualitativo de cinco agentes dessensibilizantes em relação ao seu potencial de obstrução dos túbulos dentinários. Para a análise quantitativa, foram utilizados testes de condutividade hidráulica da dentina em diferentes condições experimentais. Os ensaios foram realizados na seguinte sequência experimental: na presença de smear layer (PMin); após condicionamento com ácido fosfórico a 37%, por 15 segundos (PMax); após a aplicação dos agentes dessensibilizantes e após o desafio com ácido cítrico a 6%, por um minuto. Para isso, foram selecionados 50 terceiros molares humanos hígidos não irrompidos, a partir dos quais foram confeccionados discos de dentina com espessura de 0,80 ± 1,00 mm e divididos em 5 grupos (n=10) de acordo com os diferentes agentes dessensibilizantes: Grupo 1 (Sensiactive); Grupo 2 (Sensitive Pro-Alívio); Grupo 3 (Flúor gel);Grupo 4 (Desensibilize Nano-P); e Grupo 5 (Enamel Pro@ Varnish). As medidas de condutividade hidráulica dentinária (Lp) foram analisadas através do teste ANOVA a dois critérios (p<0,05) para se determinar as diferenças intra e intergrupos. As diferenças individuais foram determinadas pelo teste Tukey, também a um nível de significância de 5%. Já a análise qualitativa foi realizada através da observação de imagens feitas através do microscópio confocal a laser (MCL)Nesse caso, foram selecionados 18 terceiros molares humanos hígidos não irrompidos, sendo que a preparação e armazenamento dos discos para as condições experimentais seguiram os mesmos passos descritos para os experimentos de condutividade hidráulica. Os espécimes foram divididos em 6 grupos, n=3, conforme os materiais experimentais estudados, e os discos divididos ao meio de modo a permitir a realização de duas fases do experimento no mesmo disco. Um grupo de discos, metade com smear layer e a outra metade condicionada com ácido fosfórico, foi utilizado como controle. Entendendo que a smear layer e o condicionamento ácido conferem padrões de superfície dentinária conhecidos, os demais grupos foram observados, apenas, com relação aos efeitos dos 5 materiais experimentais e do desafio ácido, realizados sobre a dentina condicionada. Os resultados mostraram que os agentes dessensibilizantes produziram alguma redução na Lp, exceto os Grupos 3 e 5, os quais não mostraram valores de condutividade estatisticamente diferentes da PMax. Com relação ao efeito obstrutivo pós-desafio ácido, o resultado variou entre os diferentes grupos experimentais. Apenas o Grupo 1 foi capaz de manter a mesma Lp da fase pós-tratamento. Os demais produtos apresentaram baixa resistência ao desafio ácido e resultados semelhantes entre si. A confrontação dos resultados de Lp com as imagens em MCL mostra diferentes padrões de precipitação de partículas e sugere que a deposição de cristais na superfície da dentina e no interior dos túbulos não garante o bloqueio do movimento de fluido através dos túbulos dentinários
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.05.2011
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DANTAS, Luciana Mascarenhas; PEREIRA, José Carlos. Análise quantitativa e qualitativa da condutividade hidráulica da dentina após tratamento com diferentes agentes dessensibilizantes: estudo in vitro. 2011.Universidade de São Paulo, Bauru, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25148/tde-04072011-151111/pt-br.php >.
    • APA

      Dantas, L. M., & Pereira, J. C. (2011). Análise quantitativa e qualitativa da condutividade hidráulica da dentina após tratamento com diferentes agentes dessensibilizantes: estudo in vitro. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25148/tde-04072011-151111/pt-br.php
    • NLM

      Dantas LM, Pereira JC. Análise quantitativa e qualitativa da condutividade hidráulica da dentina após tratamento com diferentes agentes dessensibilizantes: estudo in vitro [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25148/tde-04072011-151111/pt-br.php
    • Vancouver

      Dantas LM, Pereira JC. Análise quantitativa e qualitativa da condutividade hidráulica da dentina após tratamento com diferentes agentes dessensibilizantes: estudo in vitro [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25148/tde-04072011-151111/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019