Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Expressão gênica das metaloproteinases MMP-1, MMP-2 e MMP-9 e seu inibidor TIMP-1 na polipose nasossinusal e sua correlação com a extensão da doença (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MALINSKY, RAFAEL ROSSELL - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: PÓLIPOS NASAIS; METALOPROTEINASES; MUCOSA RESPIRATÓRIA; EXPRESSÃO GÊNICA; REAÇÃO EM CADEIA POR POLIMERASE
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A polipose nasossinusal (PNS) é uma doença, não neoplásica, inflamatória crônica da mucosa nasossinusal, que acomete entre 0,4 e 5% da população geral, sendo mais prevalente entre homens acima dos 40 anos de idade. As características estruturais da PNS sugerem etiologia inflamatória, mediada por fatores inflamatórios, como citocinas, quimiocinas, fatores de apoptose e metaloproteinases. As metaloproteinases (MMP), endopeptidases dependentes de cálcio e zinco, formam um grupo de enzimas que podem coletivamente degradar quase todos os componentes da matriz extracelular (MEC). Objetivos: Avaliar a diferença de expressão gênica das metaloproteinases MMP-1, MMP-2, MMP-9 e seu inibidor TIMP-1 entre pacientes com pólipos nasais e controles, e a relação entre essa expressão e o estadiamento tomográfico dos pacientes. Casuística e Métodos: Foram estudadas 26 amostras de pólipos nasais de pacientes portadores de PNS; para o grupo controle foram selecionados 19 pacientes. Elaborou-se um protocolo clínico, sendo realizada endoscopia nasal e estadiamento radiológico pela escala de Lund-Mackay no pré-operatório. Foi estudada a expressão gênica dos RNAm, por meio de RTq-PCR, dos seguintes mediadores inflamatórios: MMP-1,MMP-2 e MMP-9 e TIMP-1 dos pólipos nasais e das amostras controles. Resultados: Foram estudados 12 pacientes (46,7%) do sexo masculino e 14 (53,3%) do feminino. A idade desses pacientes variou de 16 a 71 anos, com média de 43,7 anos. A expressão gênica para MMP-1, MMP-2 e MMP-9 esteve aumentada nos pacientes quando comparados com o grupo controle, sendo estatisticamente significante em todos os casos. Não foi encontrada a expressão do RNAm da TIMP-1, tanto nos pacientes como no grupo controle. Não houve significância estatística na correlação quando comparadas a extensão da doença e a expressão das MMP estudadas. Conclusões: o aumento de expressão dasMMP na polipose nasossinusal confirma o seu papel chave no remodelamento tecidual. Drogas que atuem na diminuição da sua expressão podem ter ação fundamental no impacto do tratamento dessa doença
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.04.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200057235Malinsky, Rafael Rossell
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MALINSKY, Rafael Rossell; ANSELMO-LIMA, Wilma Terezinha. Expressão gênica das metaloproteinases MMP-1, MMP-2 e MMP-9 e seu inibidor TIMP-1 na polipose nasossinusal e sua correlação com a extensão da doença. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Malinsky, R. R., & Anselmo-Lima, W. T. (2011). Expressão gênica das metaloproteinases MMP-1, MMP-2 e MMP-9 e seu inibidor TIMP-1 na polipose nasossinusal e sua correlação com a extensão da doença. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Malinsky RR, Anselmo-Lima WT. Expressão gênica das metaloproteinases MMP-1, MMP-2 e MMP-9 e seu inibidor TIMP-1 na polipose nasossinusal e sua correlação com a extensão da doença. 2011 ;
    • Vancouver

      Malinsky RR, Anselmo-Lima WT. Expressão gênica das metaloproteinases MMP-1, MMP-2 e MMP-9 e seu inibidor TIMP-1 na polipose nasossinusal e sua correlação com a extensão da doença. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: