Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeito imediato do biofeedback sobre a ativação muscular do assoalho pélvico de gestantes (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BATISTA, ROBERTA LEOPOLDINO DE ANDRADE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: SOALHO PÉLVICO; ELETROMIOGRAFIA
  • Language: Português
  • Abstract: Disfunções nos músculos do assoalho pélvico (MAP) podem causar incontinência urinária (IU), incontinência fecal (IF), prolapsos de órgãos pélvicos (POP) e disfunção sexual, sendo a IU altamente prevalente no período gestacional e no puerpério. O treinamento dos músculos do assoalho pélvico (TMAP) vem sendo descrito como primeira opção terapêutica no tratamento da incontinência urinaria de esforço (IUE) e mista (IUM). Diante disso, torna-se importante que este treinamento seja realizado durante o período gestacional, entretanto, grande parte das mulheres realiza a contração dos MAP de maneira insatisfatória, tornando-se necessário que sejam ensinadas e estimuladas previamente para melhorar o desempenho da contração. Os objetivos deste estudo foram avaliar os efeitos imediatos do treinamento a curto prazo com biofeedback na atividade eletromiográfica dos MAP em gestantes de baixo risco. Participaram deste estudo 19 gestantes nulíparas com gravidez de baixo risco entre 18 e 20 semanas de gestação. Foram realizadas três sessões de biofeedback eletromiográfico, sendo que a primeira foi utilizada para obtenção dos valores para a normalização dos dados eletromiográficos, onde também foram feitas orientações quanto à localização dos MAP e avaliação dessa musculatura por meio da palpação vaginal e graduação da função pela escala de Oxford Modificada. Nas semanas seguintes foram realizadas duas sessões de biofeedback eletromiográfico compostas por contrações lentas e rápidas, sendo utilizada como método de avaliação dos resultados a média das amplitudes da eletromiografia de superfície (EMG) normalizadas pela contração voluntária máxima (CVM). A análise estatística foi realizada por meio do modelo de regressão linear com efeitos mistos. Após as sessões de biofeedback verificou-se um incremento na amplitude eletromiográfica a cada contração realizadae a cada sessão, entretanto a diferença só foi significativa quando se comparou a primeira contração tônica de cada sessão (p=0.03). Os resultados obtidos sugerem que o treinamento a curto prazo com biofeedback eletromiográfico melhora a atividade eletromiográfica dos MAP em gestantes de baixo risco no segundo trimestre, sugerindo ainda que o estímulo visual promovido pelo biofeedback ajude na realização da contração e favoreça o aumento no número de unidades motoras ativadas, podendo melhorar o desempenho desta
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.05.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200057302Batista, Roberta Leopoldino de Andrade
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BATISTA, Roberta Leopoldino de Andrade; FERREIRA, Cristine Homsi Jorge. Efeito imediato do biofeedback sobre a ativação muscular do assoalho pélvico de gestantes. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Batista, R. L. de A., & Ferreira, C. H. J. (2011). Efeito imediato do biofeedback sobre a ativação muscular do assoalho pélvico de gestantes. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Batista RL de A, Ferreira CHJ. Efeito imediato do biofeedback sobre a ativação muscular do assoalho pélvico de gestantes. 2011 ;
    • Vancouver

      Batista RL de A, Ferreira CHJ. Efeito imediato do biofeedback sobre a ativação muscular do assoalho pélvico de gestantes. 2011 ;