Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Determinação da atividade antimicrobiana de duas técnicas de antissepsia cutânea utilizadas em doadores de sangue (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CELERE, MARINA SMIDT - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Sigla do Departamento: ERM
  • Subjects: SANGUE; ANTISSEPSIA; TRANSFUSÃO DE SANGUE
  • Language: Português
  • Abstract: No presente foi avaliado a atividade antimicrobiana de duas técnicas de antissepsia cutânea utilizadas rotineiramente em doadores de sangue em um serviço de Hemoterapia na cidade de Ribeirão Preto. Esse estudo teve como objetivo principal, estabelecer e comparar o percentual de redução microbiana em 50 doadores de sangue antes e após a aplicação de duas técnicas de antissepsia cutânea. Em cada braço do doador foi aplicado uma técnica de antissepsia, na primeira técnica utilizou-se o Polivinilpirrolidona-iodo (PVPI) degermante a 10% em movimentos de descida e subida por 30 segundos combinado com o PVPI a 10% em movimento circular único do centro para a periferia aplicados 30 segundos antes da punção venosa. Na segunda técnica foi utilizada solução de digluconato de clorexidina alcoólica a 0,5% em movimentos de descida e subida por 30 segundos e esperado secar por mais 30 segundos para a posterior punção venosa. Foram coletados swabs cutâneos no local da punção antes e após a aplicação de ambas as técnicas de antissepsia. Os swabs foram semeados em meio de cultura Ágar Sangue, Ágar Manitol Salgado e Ágar Mac Conkey e colocados em estufa à 37ºC por um período de 48 horas. Após esse período, foi realizada a contagem das colônias que cresceram nos meios de cultura. A técnica com PVPI a 10% obteve um percentual médio de redução microbiana de 98,57% no meio de cultura Ágar Sangue, 98,87% no meio de cultura Ágar Manitol Salgado e 100% no meio Mac Conkey. Já a técnica com clorexidina a 0,5% obteve percentual médio de redução microbiana de 94,38% no meio de cultura Ágar Sangue, 95,06% no meio Ágar Manitol Salgado e 100% no meio de cultura Mac Conkey. As análises estatísticas evidenciam que a técnica com PVPI a 10% obteve maior redução microbiana, sendo considerada, no presente estudo, mais eficaz que a Técnica com clorexidina a 0,5%
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.03.2011
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CELERE, Marina Smidt; MUÑOZ, Susana Segura. Determinação da atividade antimicrobiana de duas técnicas de antissepsia cutânea utilizadas em doadores de sangue. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-18072011-111650/ >.
    • APA

      Celere, M. S., & Muñoz, S. S. (2011). Determinação da atividade antimicrobiana de duas técnicas de antissepsia cutânea utilizadas em doadores de sangue. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-18072011-111650/
    • NLM

      Celere MS, Muñoz SS. Determinação da atividade antimicrobiana de duas técnicas de antissepsia cutânea utilizadas em doadores de sangue [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-18072011-111650/
    • Vancouver

      Celere MS, Muñoz SS. Determinação da atividade antimicrobiana de duas técnicas de antissepsia cutânea utilizadas em doadores de sangue [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-18072011-111650/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019