Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Hidrogeoquímica dos aquíferos Tubarão e Cristalino na região de Salto (SP) (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: EZAKI, SIBELE - IGC
  • USP Schools: IGC
  • Sigla do Departamento: GSA
  • Subjects: HIDROGEOQUÍMICA; AQUÍFEROS; FLUORETO
  • Language: Português
  • Abstract: O estudo hidrogeoquímico dos aquíferos Tubarão (sedimentar, granular) e Cristalino (granítico, fissural) na Região de Salto (SP), tem como proposta avaliar os processos da interação água-solo-rocha que influem na composição química das águas e discutir a origem de anomalias de fluoreto e salinidade. Para averiguar a relação dessas anomalias com fontes naturais ou antropogênicas, foram estudados processos geoquímicos envolvidos nos níveis rasos e profundos de duas microbacias hidrográficas, onde se têm instaladas várias industriais. As águas dos aquíferos apresentam concentrações iônicas, pH e condutividade elétrica mais elevados em relação às águas subterrâneas rasas, sendo predominantemente bicarbonatadas cálcicas e sódicas no Aquífero Cristalino e bicarbonatadas e sulfatadas sódicas no Tubarão. A salinidade, pH e concentração de sódio destas águas tende a aumentar com a profundidade e no sentido do fluxo subterâneo das áreas de recarga para as de descarga nos principais rios da região. As anomalias geoquímicas ocorrem somente nas águas profundas. A origem do fluoreto é atribuída a alteração de biotita nos granitos e de micas e argilominerais nas rochas sedimentares. O F- está associado a águas bicarbonatadas e sulfatadas sódicas e a valores alcalinos de pH. Os focos de maior salinidade ocorrem em localidades próximas ao Rio Tietê e ao Rio Jundiaí. Ela pode estar associada a lineamentos estruturais de direção NE e NW, mas não se descarta a hipótese de águas residuaisaprisionadas durante a deposição marinha dos sedimentos ou à circulação restrita da água subterrânea no Aquífero Tubarão. O sistema profundo encontra-se relativamente isolado em relação aos níveis subsuperficias rasos/superficiais, constatado pelos distintos fluxos subterrâneos e características físico-químicas e químicas. Os solos, sedimentos e águas superficiais e de poços cacimba apresentam evidências de degradação ocasionada por lançamento de esgotos e de um antigo lixão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.05.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IGC30900029289T E99 S.h e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      EZAKI, Sibele; HYPOLITO, Raphael; TAIOLI, Fabio. Hidrogeoquímica dos aquíferos Tubarão e Cristalino na região de Salto (SP). 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-17082011-092345/ >.
    • APA

      Ezaki, S., Hypolito, R., & Taioli, F. (2011). Hidrogeoquímica dos aquíferos Tubarão e Cristalino na região de Salto (SP). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-17082011-092345/
    • NLM

      Ezaki S, Hypolito R, Taioli F. Hidrogeoquímica dos aquíferos Tubarão e Cristalino na região de Salto (SP) [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-17082011-092345/
    • Vancouver

      Ezaki S, Hypolito R, Taioli F. Hidrogeoquímica dos aquíferos Tubarão e Cristalino na região de Salto (SP) [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-17082011-092345/