Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Investigação de mecanismos bioquímicos e fisiológicos em organismos expostos a anatoxina-a(s) (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SALAZAR, VANIA CRISTINA RODRíGUEZ - FCF
  • USP Schools: FCF
  • Sigla do Departamento: Toxicologia e Análises Toxicológicas
  • Subjects: POLUIÇÃO AMBIENTAL; ESTRESSE OXIDATIVO; CYANOPHYTA (ESTUDO)
  • Language: Português
  • Abstract: A anatoxina-a(s) (antx-a(s)) é uma neurotoxina produzida por cianobactérias, cujo mecanismo de ação conhecido consiste na inibição irreversível da atividade da enzima acetilcolinesterase (AChE). Em razão da instabilidade da molécula e da inexistência de um padrão analítico, as informações referentes a presença dessa toxina nos reservatórios de água doce e, a completa elucidação dos processos envolvidos na sua toxicidade, são escassas. Na última década, a pesquisa referente a capacidade dos inseticidas organofosforados de induzir estresse oxidativo em humanos e animais tem sido bastante importante. Pelo fato da antx-a(s) ser o único organofosforado produzido por cianobactérias conhecido, este trabalho teve como objetivo investigar os mecanismos bioquímicos envolvidos na ação pró-oxidante de extratos aquosos contendo antx-a(s). A atividade das enzimas colinesterásicas AChE e butirilcolinesterase (BuChE) e, das enzimas antioxidantes catalase (CAT), glutationa peroxidase (GPx), glutationa redutase (GR) e superóxido dismutase (SOD) foram avaliadas em dois modelos experimentais: (i) Camundongos Swiss tratados por via intraperitoneal (ip) com uma dose sub-letal (´20 mg.kgPOT.-1´) de extrato contendo antx-a(s) e sacrificados após 24 h, 48 h, 7 e 14 dias e, (ii) sementes de alfafa regadas com extrato contendo antx-a(s) por um período de 7 dias. Também foi avaliado o efeito de extratos contendo antx-a(s) em coração de baratas da espécie Leurolestes circunvagans. A atividade enzimática dasA atividade enzimática das colinesterases avaliadas em camundongos tratados com extrato contendo antx-a(s) manteve-se inibida 58% até 48 h após tratamento (n=9, p<0,001), voltando a níveis normais (comparada ao controle) a partir do sétimo dia (n=10, p>0,05). Em contraposição, as alterações na atividade das enzimas antioxidantes avaliadas iniciaram-se após 48 h do tratamento, quando foi observada uma diminuição na atividade das enzimas CAT e GPx (n=9, p<0,001). No sétimo dia, enquanto a atividade das enzimas CAT e GR apresentou-se aumentada, a atividade da enzima GPx manteve-se significantemente diminuída (n=10, p<0,001). A SOD não mostrou diferença estatística significante em nenhum dos tratamentos. A atividade de todas as enzimas avaliadas voltou a normalidade após 14 dias. O desequilíbrio encontrado na atividade das enzimas antioxidantes em camundongos tratados com extrato contendo antx-a(s), também foi observado em sementes de alfafa. Neste último modelo de exposição, além da diminuição da atividade da enzima GPx (n=5, p<0,01) houve um aumento na atividade da enzima glutationa transferase (GST) com relação ao controle (n=5, p<0,05). Com relação ao efeito do extrato contendo antx-a(s) sobre a preparação de coração semi-isolado de baratas, observou-se um efeito taquicardíaco significante (aumento da frequência em quase 20%) nos animais tratados com 2,5x´10POT.3´ µg de extrato contendo antx-a( s).´gPOT.-1´ (n=9, p<0,05). A partir destes resultados, pôde-se concluir que o extrato contendo antx-a(s) apresentou capacidade pró-oxidante em ambos os modelos avaliados (camundongo e semente) induzindo alterações na atividade das enzimas antioxidantes. Assim também, este extrato mostrou exercer um efeito cardiotóxico em baratas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.02.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CQ30100018090T615.9 R696i
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RODRÍGUEZ SALAZAR, Vania Cristina; PINTO, Ernani. Investigação de mecanismos bioquímicos e fisiológicos em organismos expostos a anatoxina-a(s). 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-11042011-102254/ >.
    • APA

      Rodríguez Salazar, V. C., & Pinto, E. (2011). Investigação de mecanismos bioquímicos e fisiológicos em organismos expostos a anatoxina-a(s). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-11042011-102254/
    • NLM

      Rodríguez Salazar VC, Pinto E. Investigação de mecanismos bioquímicos e fisiológicos em organismos expostos a anatoxina-a(s) [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-11042011-102254/
    • Vancouver

      Rodríguez Salazar VC, Pinto E. Investigação de mecanismos bioquímicos e fisiológicos em organismos expostos a anatoxina-a(s) [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-11042011-102254/