Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Proteção contra R equi induzida por vacinação nasal com linhagem de Salmonella atenuada expressando VapA: participação de TLRs (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARDOSO, SILVIA ALMEIDA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: RHODOCOCCUS; EQUINOS; VACINAS; RECEPTORES VIRAIS; SALMONELLA
  • Language: Português
  • Abstract: Rhodococcus equi é reconhecido como causador de uma broncopneumonia crônica purulenta em cavalos jovens, potros entre 1 a 4 meses de idade e indivíduos imunocomprometidos como pacientes com AIDS. Sendo um microrganismo intracelular facultativo, o R. equi sobrevive e se multiplica em macrófagos estabelecendo este um nicho especifico dentro da célula do hospedeiro. Pela natureza intracelular do patógeno, a pneumonia causada pelo R. equi é tratada com drogas lipofílicas por períodos prolongados. Diversos grupos estão trabalhando na tentativa de desenvolver uma vacina protetora. Diferentes estratégias já foram testadas, mas com poucos resultados promissores. Linhagens virulentas desta bactéria possuem um plasmideo de 80-90 kb que codifica várias proteínas associadas à virulência, incluindo a Proteína Associada à Virulência A (VapA), fortemente relacionada com a doença. Nosso grupo recentemente demonstrou que a imunização oral com linhagem atenuada de Salmonella enterica Typhimurium ‘ANTIND. X 3987’ expressando VapA induz resposta humoral e celular especifica e de longa duração contra o patógeno, apropriadamente regulada e mantendo a integridade dos tecidos invadidos após o desafio. Estudos recentes demonstraram que VapA pode ativar TLR2 em macrófagos, atuando como um importante mecanismo para resposta contra R. equi. Assim o propósito do presente estudo é determinar o papel de TLR2 e TLR4, que interage com LPS, na imunização nasal com S. enterica Typhimurium ‘ANTIND. X 3987’ atenuada, expressando VapA. Nossos dados demonstram que o protocolo vacinal otimizado com dose única por via nasal é capaz de induzir resposta imune protetora no modelo murino. A ausência de ativação de TLR2 e TLR4 reduziu a indução de células ‘CD8 POT. +’ de memória sem, entretanto, afetar a proteção induzida pela linhagem vacinal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.05.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200057540Cardoso, Silvia Almeida
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARDOSO, Silvia Almeida; BARREIRA, Maria Cristina Roque Antunes; SOARES, Sandro Gomes. Proteção contra R equi induzida por vacinação nasal com linhagem de Salmonella atenuada expressando VapA: participação de TLRs. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Cardoso, S. A., Barreira, M. C. R. A., & Soares, S. G. (2011). Proteção contra R equi induzida por vacinação nasal com linhagem de Salmonella atenuada expressando VapA: participação de TLRs. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Cardoso SA, Barreira MCRA, Soares SG. Proteção contra R equi induzida por vacinação nasal com linhagem de Salmonella atenuada expressando VapA: participação de TLRs. 2011 ;
    • Vancouver

      Cardoso SA, Barreira MCRA, Soares SG. Proteção contra R equi induzida por vacinação nasal com linhagem de Salmonella atenuada expressando VapA: participação de TLRs. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: