Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A mudança curricular do bacharelado em enfermagem da Escola de Enfermagem da USP: análise documental e vivência dos participantes (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PÜSCHEL, VILANICE ALVES DE ARAUJO - EE
  • USP Schools: EE
  • Subjects: ENFERMAGEM (ESTUDO E ENSINO); CURRÍCULO DE ENSINO SUPERIOR (MEMORIAL); PEDAGOGIA (PROJETO)
  • Language: Português
  • Abstract: Mudanças currículares vêm ocorrendo nos cursos superiores no brasil, induzidas pela publicação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, em 1996, e pelas Diretrizes Currículares Nacionais dos cursos de graduação, a partir de 2001. Na Escola de Enfermagem da USP (EEUSP) o processo de reorientação curricular foi conduzido pelo Grupo de Apoio Pedagógico (GAP-EE). Os objetivos da tese são: apresentar uma análise documental do processo de reorientação currícular ea EEUSP, compreender as facilidades e dificuldades vivenciadas ao longo deste processo, apreender a vivência dos participantes na elaboração da nova proposta currícular e apresentar uma síntese da gestão do GAP-EE no período de 2007 a 2010. O referencial teórico baseia-se nas legislações contemporâneas do ensino brasileiro, nos fundamentos da educação e da educação em enferamgem e na teoria de currículo. Os dados foram coletados em documentos e registros produzidos durante o processo de reorientação curricular e submetido à análise documental e e conteúdo, quando foram construídas as fases do processo de reorientação curricular (PRC) do bacharelado em Enfermagem. É feita a descrição dos caminhos percorridos ao longo do PRC, que culminou na aprovação do novo Projeto Político-Pedagógico, implantado em 2010. Identificaram-se seis fases do PRC: Fase de escolha do terreno e de preparo do solo; de Semeadura; de Início da floração; de Maturação; de Coleita e de (Im)Plantação, que é semelhança do plantio do girassol denota o cuidado de todos os atores na construção do novo currículo. A análise documental do PRC constitui etapa importante e necessária para sistematizar e registrar todo o processo, porém considerou-se necessário dar voz aos atores dessa construção: docentes, enfermeiros e assessores pedagógicos. A análise de conteúdo das dezessete entrevistas realizadas possibilitou apreender as suasvivências; as facilidades, os desafios e as dificuldades identificadas ao longo do processo; as situações que marcaram a trajetória de construção do novo currículo e as apreciações a respeito do novo currículo. A vivência de construção do novo currículo foi prazerosa, rica e intensa; marcada por grande aprendizado, por trabalho e diálogo coletico. Houve parceria, integração, amadurecimento e formação continuada. Contou com pessoas motivadas, mas também consistiu em trabalho longo, difícil e tomou tempo. Foi marcada por desafios e dificuldades, mas encontrou, na forma de gestão do processo, os elementos que, associados às facilidades e às situações vivenciadas, possibilitaram que o novo currículo fosse aprovado com satisfação, embora haja preocupação com o processo de implementação e de avaliação. O trabalho desenvolvido pelo GAP no processo de reorientação currícular foi intenso e articulado, sendo utilizada a estratégia do diálogo e da construção coletiva, o que propiciou os avanços obtidos na nova estrutura currícular construída em matriz integrativa, que na atualidade representa iniciativa pioneira na USP e tem servido de referência para outras Unidades. O trabalho continua e o grande desafio a ser enfrentado diz respeito à avaliação e ao caompanhamento do novo currículo, de modo a garantir que os princípios conjuntamente acordados e a nova estrutura possibilitem a formação do enfermeiro conforme perfil definido
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.07.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200012568T4086 Memorial
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PÜSCHEL, Vilanice Alves de Araújo. A mudança curricular do bacharelado em enfermagem da Escola de Enfermagem da USP: análise documental e vivência dos participantes. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/7/tde-03072014-093555/pt-br.php >.
    • APA

      Püschel, V. A. de A. (2011). A mudança curricular do bacharelado em enfermagem da Escola de Enfermagem da USP: análise documental e vivência dos participantes. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/7/tde-03072014-093555/pt-br.php
    • NLM

      Püschel VA de A. A mudança curricular do bacharelado em enfermagem da Escola de Enfermagem da USP: análise documental e vivência dos participantes [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/7/tde-03072014-093555/pt-br.php
    • Vancouver

      Püschel VA de A. A mudança curricular do bacharelado em enfermagem da Escola de Enfermagem da USP: análise documental e vivência dos participantes [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/7/tde-03072014-093555/pt-br.php