Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Capacidade de sprints repetidos: efeito do treinamento de força com e sem plataforma vibratória e potencialização pós- ativação (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OKUNO, NILO MASSARU - EEFE
  • USP Schools: EEFE
  • Sigla do Departamento: EFB
  • Subjects: TREINAMENTO DE FORÇA; FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do estudo foi verificar a ocorrência da potencialização pós-ativação (PPA) e o efeito do treinamento de força (TF) sem e com a plataforma vibratória na capacidade de sprints repetidos (CSR). O estudo foi divido em duas partes: a primeira analisou o efeito do TF associado à plataforma vibratória na CSR; e a segunda verificou a ocorrência da PPA na CSR. No primeiro estudo participaram 29 sujeitos, os quais foram divididos em 3 grupos: TF, TF+vibração a 30 Hz e amplitude de 2-4 mm (TF+vibração a 50 Hz e amplitude de 4-6 mm (TF+V50). Os sujeitos realizaram inicialmente análise da área de secção transversa do quadríceps (ASTQ), teste de uma repetição máxima (1RM) no exercício agachamento e o teste de CSR. Após isso, os sujeitos foram submetidos a 10 semanas de treinamento de força, de acordo com o seu respectivo grupo e, ao final da intervenção, realizaram as mesmas avaliações aplicadas antes das sessões de treinamento. No segundo estudo, 12 jogadores de handebol realizaram teste de 1RM, e em sequência, de maneira aleatória o teste de CSR sem e com a atividade condicionante. A atividade condicionante foi realizada no exercício agachamento e consistiu de cinco séries de uma repetição a 90% de 1RM. O treinamento de força sem e com a vibração aumentou na mesma magnitude a força muscular e a ASTQ. Para o grupo TF+V30, o tempo do melhor sprint (CSRmelhor) melhorou significativamente após as 10 semanas de treinamento, no entanto, sem diferença em relação aos grupos . O tempo médio dos sprints (CSRmédio) diminuiu significativamente em todos os grupos. Contudo, para o percentual de decréscimo nos sprints (CSR%dec) apenas foi verificado melhoria no grupo TF em relação à situação pré-treinamento e ao grupo TF+V30 na mesma situação experimental. No segundo estudo foi verificado que o prtotocolo de PPA melhorou significantemente o CSRmelhor e o CSRmédio, sem alterar o CSR%dec. (Continua)(Continuação) Dessa forma, conclui-se que o treinamento de força sem e com a plataforma vibratória aumenta a força muscular, a ASTQ e o desempenho na CSR. No entanto, o treinamento de força com a plataforma vibratória não aumentou o desempenho em maior magnitude quando comparado a situação sem este tipo de equipamento. Além disso, o protocolode PPA melhorou também o desempenho de CSR (CSRmelhor e CSRmédio) em jogadores de handebol. Assim, estratégias para melhorar a força muscular de maneira aguda (PPA) e crônica (TF) aumentam também o desempenho no teste de CSR
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.08.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EEFE10300024643T 796.073 O-2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OKUNO, Nilo Massaru; KISS, Maria Augusta Peduti Dal' Molin. Capacidade de sprints repetidos: efeito do treinamento de força com e sem plataforma vibratória e potencialização pós- ativação. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-19092011-150742/pt-br.php >.
    • APA

      Okuno, N. M., & Kiss, M. A. P. D. ' M. (2011). Capacidade de sprints repetidos: efeito do treinamento de força com e sem plataforma vibratória e potencialização pós- ativação. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-19092011-150742/pt-br.php
    • NLM

      Okuno NM, Kiss MAPD' M. Capacidade de sprints repetidos: efeito do treinamento de força com e sem plataforma vibratória e potencialização pós- ativação [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-19092011-150742/pt-br.php
    • Vancouver

      Okuno NM, Kiss MAPD' M. Capacidade de sprints repetidos: efeito do treinamento de força com e sem plataforma vibratória e potencialização pós- ativação [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-19092011-150742/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: