Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise da expressão de MMP-2, MMP-9, MT1-MMP (MMP-14), TIMP-1, TIMP-2, RECK, TGF-Beta e interleucina-8 em câncer de próstata (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: REIS, SABRINA THALITA DOS - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: PRÓSTATA; NEOPLASIAS PROSTÁTICAS; PROGNÓSTICO; EXPRESSÃO GÊNICA; METALOPROTEINASES
  • Keywords: Gene expression; MMP-2; MMP-9; Prognosis; Prostate; Prostate neoplasms
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O câncer de próstata (CaP) é o tumor mais freqüente do homem no Brasil tendo sido estimados mais de 52.350 novos casos em 2010, sendo a segunda causa de óbito por câncer em homens. O prognóstico depende fundamentalmente dos níveis séricos de Prostatic Specific Antigen (PSA) estádio tumoral (TNM) e grau de diferenciação histológica (Gleason). Porém esses têm sido insuficientes na definição do prognóstico da neoplasia. Por isso pesquisas têm sido direcionadas para a identificação de alterações moleculares que possam prever o potencial de agressividade do câncer de próstata. Metaloproteinases da matriz (MMP) são proteínas pertencentes a uma família de aproximadamente 30 enzimas proteolíticas ou endoproteinases que degradam vários componentes da matriz extracelular. A detecção de sua expressão tem sido estudada como marcador sensível e específico de vários tumores, principalmente as MMP pertencentes ao grupo das gelatinases MMP-2 e MMP-9. Objetivo: o objetivo deste nosso trabalho foi avaliarmos pela técnica de qRT-PCR e imuno-histoquímica os níveis de expressão dos genes das MMP pertencentes ao grupo das gelatinases, MMP-2 e MMP-9, bem como outros sabidamente envolvidos em suas vias de ativação (MMP-14, IL-8) e inibição (TIMP-1, TIMP-2, RECK e TGF-) no câncer localizado de próstata. Material e Métodos: O estudo consistiu na análise de espécimes de 79 pacientes com câncer da próstata submetidos a prostatectomia radical entre setembro de 1997 e fevereiro de 2000. Esses oito genes foram então testados quanto a seu valor prognóstico no câncer da próstata através da técnica de reação em cadeia da polimerase quantitativa com transcriptase reversa (qRT-PCR). Análise proteica foi feita a partir de 40 pacientes deste pool. O grupo controle foi composto de tecido de 11 pacientes com hiperplasia benigna da próstata (HPB) tratados cirurgicamentecom prostatectomia retropúbica. Resultados: MMP-9 esteve superexpressa e MMP-2, TIMP-1, TIMP-2, MMP 14, IL-8, TGF- e RECK se mostraram subexpressos em tecido representativo de CaP quando comparado com HPB. A análise dos níveis de expressão dos genes com o escore de Gleason, mostrou que MMP-2 e TIMP-2 mesmo mantendo-se subexpressos, tiveram uma expressão maior entre os pacientes que apresentavam Gleason 7 (p=0,04 e p=0,02 respectivamente). De acordo com o valor de PSA préoperatório, encontramos diferenças na expressão de MMP-9. Pacientes que apresentavam um PSA pré-operatório 10 ng/mL possuíam uma mediana de expressão maior que aqueles cujo PSA pré-operatório <10 ng/mL com medianas de expressão de 5,62 e 2,76 respectivamente (p=0,033). Não encontramos diferenças estatísticas entre pacientes que apresentavam ou não recidiva bioquímica quanto a expressão dos 8 genes estudados. Porém o gene da MMP-9 apresentou uma diferença estatística marginal apresentando uma mediana de expressão de 6,29x nos pacientes que apresentaram recidiva bioquímica e de 3,25 nos pacientes que não apresentaram recidiva bioquímica (p=0,090). De acordo com a expressão proteica, encontramos uma maior positividade em MMP-9, MMP-2, TGF-, IL-8 e MMP-14. De acordo com os fatores prognósticos encontramos associação de TIMP-1 com recidiva bioquímica. Conclusão: Encontramos uma superexpressão de MMP-9 e uma subexpressão de MMP-2, TIMP-1, TIMP-2, MMP-14, RECK, IL-8 e TGF- no CaP. Considerando os fatores prognósticos encontramos que aumentados níveis de expressão do gene da MMP-9 associou-se a aumentados níveis de PSA, e mostrou uma tendência de associação com recidiva bioquímica. De acordo com a expressão proteica encontramos que a ausência de TIMP-1 pode ser um indicativo de recidiva bioquímica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.09.2011
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REIS, Sabrina Thalita dos; ANTUNES, Alberto Azoubel; LEITE, Katia Ramos Moreira. Análise da expressão de MMP-2, MMP-9, MT1-MMP (MMP-14), TIMP-1, TIMP-2, RECK, TGF-Beta e interleucina-8 em câncer de próstata. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-22092011-133255/ >.
    • APA

      Reis, S. T. dos, Antunes, A. A., & Leite, K. R. M. (2011). Análise da expressão de MMP-2, MMP-9, MT1-MMP (MMP-14), TIMP-1, TIMP-2, RECK, TGF-Beta e interleucina-8 em câncer de próstata. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-22092011-133255/
    • NLM

      Reis ST dos, Antunes AA, Leite KRM. Análise da expressão de MMP-2, MMP-9, MT1-MMP (MMP-14), TIMP-1, TIMP-2, RECK, TGF-Beta e interleucina-8 em câncer de próstata [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-22092011-133255/
    • Vancouver

      Reis ST dos, Antunes AA, Leite KRM. Análise da expressão de MMP-2, MMP-9, MT1-MMP (MMP-14), TIMP-1, TIMP-2, RECK, TGF-Beta e interleucina-8 em câncer de próstata [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-22092011-133255/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019