Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Relação entre peso ao nascimento, ganho de peso nos primeiros dois anos e composição corporal aos cinco anos de idade (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SACCO, MARTHA CINTRA LEITE RUGER - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • Subjects: PESO-ESTATURA (EVOLUÇÃO); COMPOSIÇÃO CORPORAL (RELAÇÃO); RECÉM-NASCIDO DE BAIXO PESO; LACTENTES; PRÉ-ESCOLAR; ANÁLISE DE REGRESSÃO E DE CORRELAÇÃO; ESTUDOS TRANSVERSAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução - O peso mais baixo ao nascimento (PN2DP) e a obesidade materna se associaram a aumentos de média de massa gorda (p=0,036; p=0,007; p= 0,018, respectivamente); IMC (p=0,011; p=0,004; p=0,002, respectivamente) e circunferência abdominal (p= 0,002; p=0,001; p= 0,002, respectivamente). O PN 3 kg e catch-up growth se associaram (p=0,003 nos dois casos) ao aumento da média da circunferência do pescoço. Quando avaliados separadamente por sexo tanto o catch-up growth como a obesidade materna apresentaram associação com aumentos na média de massa gorda (p= 0,033 e p=0,014, respectivamente) e circunferência abdominal (0,048; 0,003, respectivamente) em meninos. A obesidade materna teve associação com maior media de IMC (p=0,001) no sexo masculino. O PN 3 kg esteve associado a aumentos de média de IMC (p=0,008), circunferência abdominal (p=0,001) e circunferência do pescoço em meninas (p=0,002). Conclusões Nesta pesquisa as maiores médias de massa gorda, IMC, circunferência abdominal estiveram associadas ao PN 3kg, catch-up growth e à obesidade materna. Maiores médias de circunferência de pescoço estiveram associadas ao PN 3kg e à ocorrência de catch-up. No sexo masculino as maiores médias de massa gorda e circunferência abdominal apresentaram associação positiva com a ocorrência de catch-up growth e obesidade materna. A maior média de IMC esteve associada à obesidade materna. Não houve associação entre a circunferência do pescoço e as variáveis independentes estudadas. Nosexo feminino não foi observada associação de massa gorda com estas variáveis, contudo houve associação de maiores médias de IMC, circunferência abdominal e circunferência do pescoço com PN 3kg. Visando a prevenção e controle de sobrepeso e obesidade em crianças e adultos, é importante considerar PN, catch-up growth, historia de obesidade materna e o sexo do individuo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.06.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FSP11800049644Mtr 1840
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SACCO, Martha Cintra Leite Ruger; RONDÓ, Patricia Helen de Carvalho. Relação entre peso ao nascimento, ganho de peso nos primeiros dois anos e composição corporal aos cinco anos de idade. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-14092011-110720/ >.
    • APA

      Sacco, M. C. L. R., & Rondó, P. H. de C. (2011). Relação entre peso ao nascimento, ganho de peso nos primeiros dois anos e composição corporal aos cinco anos de idade. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-14092011-110720/
    • NLM

      Sacco MCLR, Rondó PH de C. Relação entre peso ao nascimento, ganho de peso nos primeiros dois anos e composição corporal aos cinco anos de idade [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-14092011-110720/
    • Vancouver

      Sacco MCLR, Rondó PH de C. Relação entre peso ao nascimento, ganho de peso nos primeiros dois anos e composição corporal aos cinco anos de idade [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-14092011-110720/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: