Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Predição de malignidade de tumores ovarianos utilizando marcadores tumorais, índice de risco e ROMA (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ANTON, CRISTINA - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: BIOMARCADORES; NEOPLASIAS; ANTÍGENOS; PROTEÍNAS; MEDIÇÃO DE RISCO; SENSIBILIDADE E ESPECIFICIDADE
  • Keywords: CA 125 antigen; Curva ROC; Epididymal secretory proteins; Marcadores biológicos de tumor; Ovarian neoplasms; Proteínas secretadas pelo epidídimo; Risk assessment; ROC curve; Sensitivity and specificity; Tumor markers biological
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O câncer de ovário é o mais letal de todos os cânceres ginecológicos e requer ser tratado por ginecologistas especializados em centros terciários para se obter melhor prognóstico. Este trabalho tem como objetivo analisar e comparar quatro estratégias diferentes para predizer a benignidade ou malignidade de tumores pélvicos supostamente de origem ovariana utilizando para este fim, marcadores tumorais CA 125 e HE4, índice de risco de malignidade (IRM) e algoritmo ROMA. MÉTODOS: Neste estudo prospectivo foram avaliadas 128 pacientes com diagnóstico de tumores pélvicos supostamente de origem ovariana atendidas na Divisão de Clínica Ginecológica do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e Instituto do Câncer do Estado de São Paulo entre julho de 2008 e janeiro 2011. Foram calculadas a sensibilidade e a especificidade e construídas curvas ROC para comparar os quatro parâmetros (CA 125, HE4, ROMA e IRM) na eficácia de diferenciar tumores ovarianos. RESULTADOS: A sensibilidade obtida para CA 125, HE4, ROMA e IRM foi de, respectivamente, 70,4%, 79,7%, 74,1% e 63,0%. A especificidade para CA 125, HE4, ROMA e IRM foi de, respectivamente, 74,2%, 66,7%, 75,8% e 92,4%. Não houve diferença na comparação das áreas abaixo da curva ROC entre os quatro parâmetros. CONCLUSÕES: Nenhum dos quatro métodos estudados é o ideal na diferenciação de tumores ovarianos. Entre os quatro parâmetros analisados o HE4 foi o parâmetro com melhor sensibilidade na diferenciação de tumores ovarianos. ovarianos. A acurácia dos quatro métodos é equivalente e podem ser utilizados indistintamente para referenciar pacientes para serviços especializados no tratamento de câncer de ovário
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.09.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700102188W4.DB8 SP.USP FM-1 A638pr 2011
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANTON, Cristina; CARVALHO, Jesus Paula. Predição de malignidade de tumores ovarianos utilizando marcadores tumorais, índice de risco e ROMA. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-07122011-121820/ >.
    • APA

      Anton, C., & Carvalho, J. P. (2011). Predição de malignidade de tumores ovarianos utilizando marcadores tumorais, índice de risco e ROMA. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-07122011-121820/
    • NLM

      Anton C, Carvalho JP. Predição de malignidade de tumores ovarianos utilizando marcadores tumorais, índice de risco e ROMA [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-07122011-121820/
    • Vancouver

      Anton C, Carvalho JP. Predição de malignidade de tumores ovarianos utilizando marcadores tumorais, índice de risco e ROMA [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-07122011-121820/