Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeitos de diferentes viscosidades do bolo deglutido nas contrações e trânsito esofágicos (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DALMAZO, JUCILEIA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: DEGLUTIÇÃO; ESÔFAGO; MOTILIDADE GASTROINSTESTINAL
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A motilidade esofágica normal depende da integridade dos mecanismos neurais de controle, intrínsecos e extrínsecos, além da contratilidade adequada das musculaturas do órgão. A viscosidade do bolo deglutido pode influenciar a motilidade e o trânsito pelo esôfago. Objetivo: Avaliar a função do esôfago, em voluntários saudáveis, após deglutição de bolos com diferentes viscosidades, avaliados pela manometria e impedanciometria, estudar o efeito da posição corporal nesta função e a percepção pelo sujeito do trânsito durante a deglutição. Casuística: O estudo foi realizado em 26 pessoas assintomáticas, 13 homens e 13 mulheres com idades variando entre 18 a 60 anos, média de 36,6 anos. Material e Método: Medidas do trânsito e da contração esofágica foram realizadas com exame de impedância combinada com a manometria. Deglutições de 5mL foram feitas em duplicata nas posições sentada e deitada utilizando os seguintes bolos: gel (engrossante Nutílis) viscosidade 2297cP; sistema coloidal (iogurte natural), viscosidade 1368cP; suspensão (sulfato de Bário), viscosidade 933cP; e solução eletrolítica (Gatorade®), viscosidade 43cP. A avaliação da percepção foi realizada por um questionário após cada deglutição. Resultados: As contrações apresentaram maior amplitude, maior duração e maior área da contração na região distal do EIE e na posição deitada quando comparada com a posição sentada. O trânsito foi mais longo na região distal do EIE e na posição deitada quando comparada com a posição sentada. Na posição sentada à propagação da contração peristáltica foi mais lenta para o Gatorade®, e o trânsito pelo esôfago foi mais lento com o iogurte. Em parte proximal do esôfago a amplitude da contração foi maior para o Nutilis® e na parte distal foi maior para o bário. Conclusão: A viscosidade dos bolos pode não ser a únicacaracterística que determina o trânsito e as contrações esofágicas. A posição corporal pode afetar a avaliação da motilidade esofágica. A percepção do trânsito pelo esôfago pode não estar associada com alterações da passagem do bolo e/ou das contrações esofágicas, portanto nos voluntários saudáveis o aumento da percepção da passagem do bolo pode ser devido à hipersensibilidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.08.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200062127Dalmazo, Juciléia
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DALMAZO, Juciléia; DANTAS, Roberto Oliveira. Efeitos de diferentes viscosidades do bolo deglutido nas contrações e trânsito esofágicos. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Dalmazo, J., & Dantas, R. O. (2011). Efeitos de diferentes viscosidades do bolo deglutido nas contrações e trânsito esofágicos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Dalmazo J, Dantas RO. Efeitos de diferentes viscosidades do bolo deglutido nas contrações e trânsito esofágicos. 2011 ;
    • Vancouver

      Dalmazo J, Dantas RO. Efeitos de diferentes viscosidades do bolo deglutido nas contrações e trânsito esofágicos. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: