Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo de dados clínicos e laboratoriais de pacientes com aids e lipodistrofia atendidos no Programa de Lipodistrofia do Hospital Heliópolis (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ZAMBRINI, HEVERTON - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: HIV; SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; ANTROPOMETRIA
  • Keywords: AIDS; AIDS; Anthropometry; HIV; HIV-Associated Lipodystrophy syndromes; Metabolic syndrome; Síndrome de lipodistrofia associada ao HIV; Síndrome metabólica
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O termo lipodistrofia associada ao HIV foi introduzido aproximadamente dois anos após o início do uso dos inibidores da protease e, desde então, várias definições têm sido utilizadas para descrever a extensão das complicações morfológicas e metabólicas associadas à infecção pelo HIV e à terapia antirretroviral. Inúmeros estudos clínicos têm sido desenvolvidos nos últimos 10 anos com o objetivo de melhor definir as alterações corporais associadas à infecção pelo HIV e identificar os fatores de riscos dependentes ou independentes a essas alterações. MÉTODO: Neste estudo transversal retrospectivo realizado entre 01 de abril de 2006 e 31 de março de 2008 foram levantados os dados de 341 pacientes com HIV/ AIDS e lipodistrofia encaminhados para realização de procedimentos corretivos cirúrgicos no Hospital Heliópolis-SP. Os principais dados coletados foram: perfil fenotípico da lipodistrofia, dados laboratoriais relativos aos valores de colesterol, HDL-colesterol, LDL-colesterol, triglicérides, glicemia, contagem de células CD4, carga viral do HIV e medidas antropométricas. Foi realizada a análise da associação da síndrome metabólica com a lipodistrofia e a associação dos dados antropométricos indicativos de maior risco cardiovascular com a lipodistrofia. RESULTADOS: do total de pacientes, 198 (58,1%) eram do sexo feminino e 143 (41,9%) do sexo masculino, com predomínio de idade na faixa dos 40-49 anos. A mediana do tempo de diagnóstico da infecção pelo HIV foi de 10 anos e em 55,7% dos pacientes o tempo de terapia antirretroviral foi superior a 24 meses. Na avaliação dos dados laboratoriais, 44,3% dos pacientes apresentaram elevação dos níveis de colesterol (>200mg/dl), 55,7% redução do HDL-colesterol(<40mg/dl e <50 mg/dl respectivamente para sexo masculino e feminino), 34,3% elevação do LDL-c, 63,6% elevação dos triglicérides e 31,7% elevação da glicemia. A síndrome metabólica esteve presente em 40,2% de acordo com os critérios do NCEP-ATPIII. Os dados antropométricos utilizados para avaliar grau de nutrição ( índice de massa corporal, circunferência muscular do braço e circunferência do braço) mostraram desnutrição em 6,5%, 7,4% e 16,4% respectivamente; eutrofia em 56%, 67,6% e 75,4% respectivamente ; excesso de peso/obesidade em 37,5% , 25% e 8,2% respectivamente. A porcentagem de gordura corporal calculada utilizando as dobras cutâneas demonstrou um excesso de gordura corporal em 85,9% dos pacientes. As variáveis antropométricas que sugerem risco para doença cardiovascular (circunferência da cintura e relação cintura-quadril) estavam elevadas em 61,3% e 89,4% respectivamente. O padrão fenotípico da lipodistrofia encontrado foi: 57,8% forma mista, 21,7% lipoatrofia e 20,5% lipohipertrofia. Na estratificação por gênero e fenótipos, a lipoatrofia facial foi mais prevalente no sexo masculino (62,2%) e a lipoatrofia glútea no sexo feminino (74,3%) enquanto que a lipohipertrofia abdominal foi mais prevalente em ambos os sexos (40,5% sexo feminino e 12,5% sexo masculino). CONCLUSÕES: O estudo mostra uma relação da lipodistrofia com os indicadores antropométricos com forte associação ao aumento de risco cardiovascular. Houve uma associação elevada da lipodistrofia com síndrome metabólica. A análise do perfil metabólico se mostrou desfavorável nesta população estudada corroborando para o aumento de risco para doenças cardiovasculares. As características clínicas gerais dos pacientes neste estudo podem demonstrar um estágio mais avançado da lipodistrofia com as alterações metabólicas mais significativas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.10.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700102213W4.DB8 SP.USP FM-1 Z27es 2011
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZAMBRINI, Heverton; NICODEMO, Antonio Carlos. Estudo de dados clínicos e laboratoriais de pacientes com aids e lipodistrofia atendidos no Programa de Lipodistrofia do Hospital Heliópolis. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-12012012-091947/ >.
    • APA

      Zambrini, H., & Nicodemo, A. C. (2011). Estudo de dados clínicos e laboratoriais de pacientes com aids e lipodistrofia atendidos no Programa de Lipodistrofia do Hospital Heliópolis. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-12012012-091947/
    • NLM

      Zambrini H, Nicodemo AC. Estudo de dados clínicos e laboratoriais de pacientes com aids e lipodistrofia atendidos no Programa de Lipodistrofia do Hospital Heliópolis [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-12012012-091947/
    • Vancouver

      Zambrini H, Nicodemo AC. Estudo de dados clínicos e laboratoriais de pacientes com aids e lipodistrofia atendidos no Programa de Lipodistrofia do Hospital Heliópolis [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-12012012-091947/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: