Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A constituição do sujeito escrevente no dispositivo do ensino: uma leitura sobre a governamentalização da escrita escolar (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, ADÉLIA MARA PASTA DA - FE
  • USP Schools: FE
  • Sigla do Departamento: EDF
  • Subjects: ESCRITA (ENSINO); LINGUAGEM; GOVERNAMENTALIDADE; SUBJETIVIDADE
  • Keywords: dispositivo; ensino de escrita
  • Language: Português
  • Abstract: A escrita e seu ensino configuram, respectivamente, o tema geral e o objeto de problematização do presente estudo. A partir do aporte teórico de Michel Foucault, especialmente dos conceitos governamentalidade e dispositivo, toma-se a escrita como um regime que, no âmbito escolar, é forjado para atender a uma função estratégica dominante no que se refere ao governo das existências escolares. Desta feita, o objetivo nuclear deste estudo é analisar projetos de ensino de escrita em vigor inspirados pelas noções de gêneros do discurso, apreendendo alguns efeitos dessa abordagem nas concepções de escrita e na constituição dos sujeitos que escrevem. O corpus da análise é composto por um conjunto de documentos oficiais relativos ao tema (a partir dos Parâmetros Curriculares Nacionais) que, dispostos à moda de um mapa, compõem um complexo discursivo que fornece princípios, formas e prescrições, operando como maquinaria produzida historicamente com o fito de responder a uma urgência política. A lógica que anima o dispositivo de ensino da escrita é da ordem da capacitação de uma população; o que nele está em jogo é o desenvolvimento de competências e de habilidades para que se tenha acesso ao mundo letrado, conferindo a cada um o estatuto de cidadão autônomo. Se, por um lado, observam-se ideais democráticos iluminando tal empreitada, uma vez que ela afirmaria o domínio da escrita como direito de todos, por outro, a linguagem aí em causa parece reduzir-se a fins utilitaristas, submetidaque é a uma modelização dos gêneros do discurso. Assim, ainda que gêneros com tendência mais literária sejam apresentados como mobilizadores em potencial da escrita escolar, eles encontram-se cativos do imperativo da eficácia comunicativa. Daí o fato de a literatura, neste trabalho, ser destacada como mais um discurso que compõe o dispositivo do ensino de escrita a operar no jogo da governamentalização escolar; mais especificamente, tratou-se de situar os sentidos de seu uso no ensino e, desse modo, configurar os enunciados relativos à literatura como instituição. Opera-se, portanto, com duas noções de literatura: uma institucional e outra denominada escrita menor, esta pensada como uma experiência possível de estilização existencial. A análise do material empírico desenvolve-se segundo o que foi denominado configurações-efeito: 1) a escrita como instrumento da ação comunicativa; 2) transcrição, reprodução e decalque como percurso de formação de um sujeito escrevente; e 3) a literatura como estetização da escrita. O estudo atinge, então, sua conclusão ao propor que as práticas de ensino da escrita concorrem para reduzir a amplitude dos sentidos da linguagem a prescrições de cunho escolarizante e, na mesma medida, limitam a esfera de experimentação dos sujeitos em nome de uma escrita confinada a finalidades comunicativas. Por se alinhar às linguagens entendidas hoje como imprescindíveis, o ensino da escrita pode produzir uma acentuada despotencialização na experiênciadaqueles que escrevem, ainda que ele consiga lograr, ao fim e ao cabo, a formação de sujeitos capazes de reproduzir uma escrita competente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.08.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FE20500075497T 372.5 S586c
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Adélia Mara Pasta da; AQUINO, Julio Groppa. A constituição do sujeito escrevente no dispositivo do ensino: uma leitura sobre a governamentalização da escrita escolar. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-20012012-093539/ >.
    • APA

      Silva, A. M. P. da, & Aquino, J. G. (2011). A constituição do sujeito escrevente no dispositivo do ensino: uma leitura sobre a governamentalização da escrita escolar. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-20012012-093539/
    • NLM

      Silva AMP da, Aquino JG. A constituição do sujeito escrevente no dispositivo do ensino: uma leitura sobre a governamentalização da escrita escolar [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-20012012-093539/
    • Vancouver

      Silva AMP da, Aquino JG. A constituição do sujeito escrevente no dispositivo do ensino: uma leitura sobre a governamentalização da escrita escolar [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-20012012-093539/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: