Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeito vasodilatador do doador de óxido nítrico Ru(terpy)(bdq)NO]+3 em veia cava e artéria basilar de ratos normotensos e hipertensos renais 2R-1C (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PAULO, MICHELE - FCFRP
  • USP Schools: FCFRP
  • Subjects: ARTÉRIAS; ÓXIDO NÍTRICO; HIPERTENSÃO; VASODILATAÇÃO
  • Keywords: artéria basilar; doadores de óxido nítrico; hipertensão renovascular (2R- 1C); vasodilatação e veia cava inferior; basilar artery; nitric oxide donors; renovascular hypertension (2K-1C); vasodilation and inferior vena cava
  • Language: Português
  • Abstract: O óxido nítrico (NO) é o principal agente vasodilatador endógeno que regula o tônus e a homeostase vascular, além de controlar o fluxo sanguíneo. Doadores de NO, entre eles os nitratos orgânicos, são importantes medicamentos para o tratamento de doenças cardiovasculares. O grande beneficio clinico desses nitratos é atribuído ao seu efeito venodilatador. Isto se deve ao seu efeito sobre a redução do retorno venoso, da pré-carga cardíaca e da demanda de oxigênio pelo miocárdio. Porém, um dos efeitos adversos mais comuns dos nitratos orgânicos é a cefaléia causada pela vaso dilatação cerebral. Os doadores de NO utilizados clinicamente, nitroglicerina (NTG) e nitroprussiato de sódio (NPS), possuem algumas limitações como indução de tolerância e toxicidade, respectivamente. Dentre os compostos amplamente estudados, que são capazes de liderar NO, estão os complexos nitrosilos de rutênio. Estes complexos têm interesse terapêutico devido à sua baixa toxicidade. Recentemente, verificamos que o complexo de rutênio [Ru(terpy)(bdq)NO]3+ (Terpy), sintetizado em nosso departamento, reduz a pressão de ratos hipertensos renais 2R-1C e promove relaxamento vascular da aorta desses animais e de ratos normotensos controles (2R). Desta forma, a hipótese deste trabalho é de que o Terpy seja capaz de induzir relaxamento vascular em anéis de artéria basilar e veia cava inferior, tanto de ratos normotensos (2R) quanto de ratos 2R-1 C. O nosso estudo teve como objetivo estudar os efeitos deste composto doador de NO e do doador de NO de referência, NPS, e os seus mecanismos de relaxamento vascular na artéria basilar e veia cava inferior de ratos normotensos 2R e hipertensos renais 2R-1C. Nossos resultados demonstram que o Terpy, ao contrário do NPS, não promoveu relaxamento vascular na artéria basilar de ratos 2R e 2R-1C. Da mesma forma, o Terpy não liderou NO nas células do músculo lisovascular. O NPS liderou NO e induziu relaxamento da artéria basilar pela ativação da enzima guanililciclase solúvel (GCs), com consequente ativação da proteína quinase dependente de GMPc (GK) e ativação dos canais para K+(‘K IND. V’, ‘K IND. ATP’ e ‘K IND. IR’). Ambos doadores, assim como a NTG, promoveram relaxamento vascular em anéis de veia cava e artéria basilar de ratos 2R e 2R1C de forma dependente da concentração. O relaxamento das veias de ratos 2R-1C foi menor do que em veias de 2R para os doadores de NO: Terpy, NPS e NTG. A liberação do NO pelo Terpy foi menor nas veias de 2R-1C. O NPS induz relaxamento da veia cava inferior pela ativação da enzima GCs com consequente ativação da proteína GK e ativação de canais para K+ sensíveis ao TEA. O Terpy induziu relaxamento da veia cava inferior pela ativação da enzima GCs, com consequente ativação da GK, ativação da Ca2+ ATPase reticuiar (SERCA) e ativação dos canais para k+ (‘K IND. V’, ‘SK IND. ca’ e ‘BK IND. ca’). Em conjunto, nossos resultados mostraram que o Terpy é menos potente que o doador de referência (NPS) na veia cava inferior de ratos 2R e 2R-1 C. Sua resposta vasodilatadora se deve principalmente à ativação da GCs, de canais para K+, proteína GK e SERCA. O Terpy, ao contrário do NPS, não induz relaxamento na artéria basilar de ratos 2R e 2R-1 C. A resposta vasodilatadora do NPS nesses vasos se deve principalmente à ativação da GCs, de canais para K+ e proteína GK. A SERCA parece não estar envolvida no mecanismo de relaxamento vascular induzido pelo NPS
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.08.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCFRP10600010235Paulo, Michele
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAULO, Michele; BENDHACK, Lusiane Maria. Efeito vasodilatador do doador de óxido nítrico Ru(terpy)(bdq)NO]+3 em veia cava e artéria basilar de ratos normotensos e hipertensos renais 2R-1C. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-28032012-163510/ >.
    • APA

      Paulo, M., & Bendhack, L. M. (2011). Efeito vasodilatador do doador de óxido nítrico Ru(terpy)(bdq)NO]+3 em veia cava e artéria basilar de ratos normotensos e hipertensos renais 2R-1C. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-28032012-163510/
    • NLM

      Paulo M, Bendhack LM. Efeito vasodilatador do doador de óxido nítrico Ru(terpy)(bdq)NO]+3 em veia cava e artéria basilar de ratos normotensos e hipertensos renais 2R-1C [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-28032012-163510/
    • Vancouver

      Paulo M, Bendhack LM. Efeito vasodilatador do doador de óxido nítrico Ru(terpy)(bdq)NO]+3 em veia cava e artéria basilar de ratos normotensos e hipertensos renais 2R-1C [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-28032012-163510/