Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

As potencialidades do agente comunitário de saúde para ações de promoção da saúde: em foco o  colegiado gestor regional de Alto Capivari (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GOMES, MARIA FERNANDA PEREIRA - EE
  • USP Schools: EE
  • Sigla do Departamento: ENS
  • Subjects: AUXILIARES DE SAÚDE COMUNITÁRIA; PROMOÇÃO DA SAÚDE; SAÚDE PÚBLICA
  • Keywords: Community health aides; Health promotion; Public Health
  • Language: Português
  • Abstract: O Ministério da Saúde atribui cinco competências aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), uma delas é a Promoção da Saúde. As particularidades da inserção do ACS na comunidade e sua identidade cultural podem facilitar ou não o desenvolvimento de ações de Promoção da Saúde. As questões colocadas para esta pesquisa foram: O ACS tem potencial para promover a saúde? Que tipo de ações de Promoção da Saúde esses ACS realizam? Existe investimento diferenciado nas ações de Promoção da Saúde, por parte dos municípios? Com base nesse contexto, o objetivo geral desta pesquisa foi descrever e analisar as potencialidades do ACS para a Promoção da Saúde. E, como objetivos específicos: caracterizar o perfil sócio-demográfico dos ACS; caracterizar as competências dos ACS; caracterizar as ações vinculadas à competência Promoção da Saúde e analisar o potencial destas para o fortalecimento das comunidades. Os referenciais teóricos utilizados para análise e discussão dos resultados foram o modelo de Promoção da Saúde proposto por Labonté (1993) e o modelo teórico de organização e construção da comunidade para Promoção da Saúde, proposto por Nutbeam e Haris (2005). Trata-se de uma pesquisa de abordagem quanti-qualitativa, que teve como cenário de estudo o Colegiado Gestor Regional (CGR) Alto Capivari, na região de Presidente Prudente, composto pelos municípios de Iepê, João Ramalho, Nantes, Quatá e Rancharia. Os sujeitos desta pesquisa foram os 97 ACS que trabalhavam nas dezessete equipes de Saúde da Família do CGR, destes 81 participaram da pesquisa. Os dados foram coletados por meio de um questionário fechado composto por duas partes: 1) caracterização do perfil sócio-demográfico e 2) um formulário tipo Likert com as ações que compõem as competências do ACS. Foram organizados em um banco de dados com auxílio do software SPSS 16. Os dados forma analisados estatisticamente com base na frequênciasimples das ocorrências e no agrupamento das frequências positivas e negativas. Os resultados apontaram que os ACS que atuam no CGR são na maioria do sexo feminino, cor branca, ensino médio completo, apresentam média de quinze anos de residência no bairro onde trabalham e tempo médio de trabalho como ACS de dois anos. Identificou-se que a competência Integração da equipe com a população local apresentou 90,6% de realização, a competência Planejamento e Avaliação apresentou 71,5% de realização, a competência Promoção da Saúde apresentou 66,7% de realização, a competência Prevenção e Monitoramento de risco ambiental e sanitário apresentou 82,9% e a competência Prevenção e Monitoramento a grupos específicos e morbidades apresentou 86, 6%. O município de Rancharia é o que mais realiza ações de Promoção da Saúde, enquanto que o município de Quatá é o que menos as realiza. Conclui-se que as competências mais realizadas pelos ACS são aquelas que estão voltadas à articulação dos indivíduos/famílias com a equipe de saúde e ao controle de doenças e à vigilância sanitária. A competência Promoção da Saúde, entre todas, é a menos realizada, contudo o investimento na capacitação dos ACS para a execução das ações que compõem essa competência tem potencial para fortalecer e organizar as comunidades
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.12.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200026315T4105
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GOMES, Maria Fernanda Pereira; FRACOLLI, Lislaine Aparecida. As potencialidades do agente comunitário de saúde para ações de promoção da saúde: em foco o  colegiado gestor regional de Alto Capivari. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-10022012-153455/ >.
    • APA

      Gomes, M. F. P., & Fracolli, L. A. (2011). As potencialidades do agente comunitário de saúde para ações de promoção da saúde: em foco o  colegiado gestor regional de Alto Capivari. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-10022012-153455/
    • NLM

      Gomes MFP, Fracolli LA. As potencialidades do agente comunitário de saúde para ações de promoção da saúde: em foco o  colegiado gestor regional de Alto Capivari [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-10022012-153455/
    • Vancouver

      Gomes MFP, Fracolli LA. As potencialidades do agente comunitário de saúde para ações de promoção da saúde: em foco o  colegiado gestor regional de Alto Capivari [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-10022012-153455/