Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Infecção pelo vírus da hepatite B: prevalência em parturientes assistidas em serviço de referência e detecção de partículas virais e anticorpos na secreção láctea (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OLIVEIRA, PATRÍCIA RIBEIRO DE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: HEPATITE B; GRAVIDEZ; ALEITAMENTO MATERNO
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos: Verificar a soroprevalência de marcadores da infecção pelo vírus da hepatite B (VHB) em parturientes de uma área de baixa endemicidade e avaliar a relação entre a detecção de marcadores virais no sangue e no leite materno, inclusive da quantidade do DNAVHB, em dois grupos de lactantes "AgHBs positivas" e "Anti-HBs positivas". Métodos: O total de 5844 parturientes do HCFMRP-USP foram triadas para os marcadores AgHBs e anticorpos totais HBc (anti-HBc) no sangue. Mulheres positivas para o AgHBs eram também testadas para os marcadores AgHBe, Anti-HBe e anticorpos HBc IgM. Mulheres Anti-HBcpositivas/AgHBs-negativas eram adicionalmente testadas para Anti-HBs. Das mães positivas para o marcador Anti-HBc foram coletadas uma segunda amostra de sangue e uma amostra de leite até 15 dias após o parto. Sangue e leite foram testados por outro ensaio imunoenzimático para confirmação dos marcadores sorológicos e por ensaios de PCR para detecção do DNAVHB. Resultados: Entre as 5844 mulheres, 211 (3,6%) eram positivas para o marcador antiHBc. Dessas, 57 [1,0%; IC95%: 0,7-1,3] tinham o marcador AgHBs e 128 [2,1%; IC95%: 1,8-2,6] o Anti-HBs. As demais 26 [0,5%; CI95%:0,3-0,7] mulheres eram somente portadoras do anti-HBc. O marcador AgHBe foi encontrado em 6 (10.7%) mulheres positivas para AgHBs. Comparação de partículas e anticorpos virais no sangue e leite obtido em torno de 5 dias após o parto foi feita em 55 lactantes (30 AgHBs+ e 25 Anti-HBs+). No grupo de mulheres positivas para anti-HBs somente foram encontrados anticorpos virais, tanto em amostras de sangue quanto de leite, sendo as seguintes as proporções percentuais: Anti-HBs 100,0/27,3; Anti-HBc - 100,0/13,6; Anti-HBe - 63,6/9,0. A frequência percentual de detecção dos marcadores virais em amostras sanguíneas e lácteas de mulheres AgHBs+ foram, respectivamente, de AgHBs - 100,0/89,0; AgHBe - 11,1/7,4; Anti-HBc total -100,0/74,1; Anti-HBe - 85,2/51,8;Anti-HBs - 0,0/0,0 e DNA-VHB: 63,0/11,1. O DNA-VHB lácteo só foi detectado em mulheres portadoras do AgHBe sanguíneo, que também possuíam os mais altos títulos virais. A carga viral sanguínea variou de zero a 4,7x109 IU/ml e a láctea de zero a 18,2x103 IU/ml. Conclusões: A proporção de parturientes portadoras de infecção ativa pelo vírus da hepatite B que pode ser potencialmente transmissível para a criança permaneceu estável após uma década nesse grupo populacional. Apesar de termos revelado a presença de 0,5% de mulheres portadoras de anti-HBc isolado, se essas podem representar risco para transmissão do VHB para os filhos merece estudos adicionais. Quando presentes no sangue, todas as partículas virais e anticorpos do VHB podem ser detectados no leite materno, apesar de que com menor frequência e em menores concentrações do que no sangue materno. Por conterem AgHBs, AgHBe e DNA do VHB, o leite de mulheres portadoras de altas cargas virais sanguíneas deveria ser considerado uma potencial fonte de transmissão vital
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.09.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200061994Oliveira, Patrícia Ribeiro de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Patrícia Ribeiro de; MUSSI-PINHATA MARISA MÁRCIA,. Infecção pelo vírus da hepatite B: prevalência em parturientes assistidas em serviço de referência e detecção de partículas virais e anticorpos na secreção láctea. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Oliveira, P. R. de, & Mussi-Pinhata Marisa Márcia,. (2011). Infecção pelo vírus da hepatite B: prevalência em parturientes assistidas em serviço de referência e detecção de partículas virais e anticorpos na secreção láctea. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Oliveira PR de, Mussi-Pinhata Marisa Márcia. Infecção pelo vírus da hepatite B: prevalência em parturientes assistidas em serviço de referência e detecção de partículas virais e anticorpos na secreção láctea. 2011 ;
    • Vancouver

      Oliveira PR de, Mussi-Pinhata Marisa Márcia. Infecção pelo vírus da hepatite B: prevalência em parturientes assistidas em serviço de referência e detecção de partículas virais e anticorpos na secreção láctea. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: