Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PELEGRIN, ANDRESSA KARINA AMARAL PLA - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Subjects: ENVELHECIMENTO; DOR (AVALIAÇÃO); DEPRESSÃO (IDENTIFICAÇÃO); ASILOS; PSICOFÍSICA
  • Keywords: Aging; Assessment of pain; Escala de categorias; Escala de depressão geriátrica; Geriatric depression scale; Instituições de longa permanência para idosos; Long-term institutions for elderly; Psychophysics; Scale categories
  • Language: Português
  • Abstract: O envelhecimento é um fenômeno novo e uma tendência mundial. Com ele, há um aumento de doenças e de queixas de dor. Este estudo permitiu que os profissionais de saúde tivessem uma melhor percepção na avaliação da dor no envelhecimento. O objetivo geral foi avaliar os diferentes tipos de dor crônica no envelhecimento. Os objetivos específicos foram mensurar a dor percebida, avaliar os descritores de dor crônica de maior atribuição, identificar diferentes temáticas de dor crônica percebida e avaliar sinais e sintomas de depressão. Foi realizada identificação sócio-demográfica, com perguntas relacionadas ao sexo, à idade, à escolaridade, à religião, ao estado civil, às atividades desenvolvidas na instituição, à situação econômica, ao tempo de institucionalização, ao recebimento de visitas e às doenças diagnosticadas e, posteriormente, foram feitos quatro Experimentos (amostras dependentes). Experimento 1 - Mensurar a dor percebida - a intensidade da dor crônica foi avaliada pelo método psicofísico de estimação de categorias e se percebiam dor no momento da entrevista, para identificar o local, o tempo e o horário. Experimento 2 - Avaliar os descritores de dor crônica de maior atribuição - a intensidade da dor foi avaliada por dois métodos psicofísicos independentes: estimação de categorias e estimação de postos. Experimento 3 - Identificar diferentes temáticas de dor crônica percebida - utilizou-se uma entrevista semiestruturada com sete perguntas relacionadas à dor crônica. Experimento 4 - Avaliar sinais e sintomas de depressão - utilizou-se a Escala de Depressão Geriátrica de 15 pontos. Participaram 46 idosos residentes em duas Instituições de Longa Permanência em Ribeirão Preto, São Paulo; dentre estes, 25 eram de instituição filantrópica e 21 de instituição particular. Os resultados foram a média de idade de 78,26±8,33 anos, 26 do sexo feminino,23 viúvos, 28 católicos, 23 cursaram o ensino fundamental incompleto, 46 aposentados e 37 recebem até 1 salário mínimo, 16 tem hipertensão arterial, 37 residem nas instituições referidas no tempo de 0 a 5 anos, 34 declararam não realizar atividade nas instituições pesquisadas e 24 recebem visitas de familiares. No Experimento 1, 14 idosos atribuíram o valor 10 para a intensidade da dor percebida na última semana, sendo a média aritmética de 7,02±2,74 pontos; 28 relataram sentir dor no momento da entrevista e 32 não haver horário específico, sendo as regiões mais afetadas os membros inferiores e a região dorsal. No Experimento 2, no método de estimação de categorias, o descritor de dor de maior atribuição foi "dolorosa" e o de menor foi "desastrosa". No método de estimação de postos, o descritor de dor de maior atribuição foi "desastrosa" e o de menor atribuição foi "dolorosa". No Experimento 3, foram identificadas unidades temáticas como "percepção quanto ao tempo", "dimensão da dor", "estratégias de enfrentamento", "causas relacionadas à dor", "percepção da situação atual" e "outras percepções". No Experimento 4, observou-se que 33 idosos responderam à Escala de Depressão Geriátrica (EDG) - 15 pontos - e obtiveram um escore de 5 ou mais pontos podendo sugerir episódio de depressão, ao passo que 13 obtiveram um escore abaixo de 5 pontos, não sugerindo episódio de depressão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.12.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EERP10400029002Pelegrin, Andressa Karina Amaral Plá
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PELEGRIN, Andressa Karina Amaral Plá; SOUSA, Fátima Aparecida Emm Faleiros. Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-19012012-103800/ >.
    • APA

      Pelegrin, A. K. A. P., & Sousa, F. A. E. F. (2011). Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-19012012-103800/
    • NLM

      Pelegrin AKAP, Sousa FAEF. Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-19012012-103800/
    • Vancouver

      Pelegrin AKAP, Sousa FAEF. Avaliação e mensuração da dor no envelhecimento: instituições de longa permanência [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-19012012-103800/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: