Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Importância do tratamento odontológico e de fatores associados na qualidade de vida dos portadores de HIV/aids (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FRANÇA, LUCIANA MOLIN - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; HIV; TRATAMENTO ODONTOLÓGICO; QUALIDADE DE VIDA
  • Language: Português
  • Abstract: A saúde bucal é parte da saúde geral e é essencial para a qualidade de vida, havendo, portanto, um consenso na literatura quanto uma forte correlação entre a condição de saúde bucal e a qualidade de vida dos indivíduos. As manifestações bucais e seus agravos são bastante comuns e podem representar os primeiros sinais clínicos da infecção pelo HIV, conferindo ao cirurgião dentista a possibilidade de contribuir para o diagnóstico precoce da doença. Os portadores de HlV/aids precisam de cuidados multidisciplinares que envolvem também o cirurgião dentista. O objetivo deste estudo foi verificar a efetividade do tratamento odontológico e a influência de fatores associados a ele, na qualidade de vida dos pacientes portadores de HlV/aids, utilizando-se para tal finalidade o SF-36 (Medical Outcomes Study - item Short Form Health Survey), instrumento genérico de mensuração da qualidade de vida. Selecionou-se 100 pacientes de ambos os sexos, com idade superior a 18 anos e com diagnóstico confirmado de aids, atendidos na Unidade Especial de Tratamento de Doenças infecciosas (UETDI), do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP) e no Posto de Especialidades - NGA (Núcleo de Gestão Assistencial) de Ribeirão Preto. Os pacientes foram divididos em dois grupos de 50 pacientes cada (grupos atendidos - GA e grupo não atendidos - GNA). Os pacientes do grupo atendidos (GA) foram submetidos ao tratamento odontológico e os do grupo não atendidos (GNA) não foram submetidos a esse tratamento, por motivos diversos. Os selecionados de ambos os grupos passaram por uma entrevista devidamente estruturada com a finalidade de se obter dados sociodemográficos e clínicos (médico e odontológico), através dos quais, foram selecionadas as outras covariáveis associadas ao tratamento odontológico e à saúde bucal. Foram obtidas dados sobre: sexo, idade, quantificaçãode linfócitos T CD4+(CD4), quantificação de RNA do HIV (carga vital), antirretroviral, fumo, etilismo, drogadição, doença oportunista, doença periodontal, dor de dente/boca e tratamento periodontal. Para o GA, as entrevistas foram realizadas sempre após o término do tratamento odontológico. Foram encontradas diferenças estatísticas (p≤0,05) entre GA e GNA apenas em relação aos domínios dor e vitalidade, sendo que, para os demais domínios do SF-36, os grupos não exerceram nenhuma influência na qualidade de vida dos pacientes. Os pacientes do GA apresentaram escores maiores no domínio dor e dessa forma, uma melhor qualidade de vida em relação ao GNA, entretanto, apresentaram escores menores para o domínio vitalidade e, portanto, uma pior qualidade de vida em relação ao GNA. O sexo masculino apresentou escores maiores nos domínios dor (D) e limitações por aspectos emocionais (LAE) em relação às mulheres. A idade, não se correlacionou com nenhum dos domínios do SF-36. Pacientes que trabalham apresentaram escores maiores nos domínios: capacidade funcional (CF), limitações por aspectos físicos (LAF), vitalidade (V), limitações por aspectos emocionais (LAE) e saúde mental (SM). Pacientes com contagem de CD4 acima de 500 células/mm3, apresentaram escores maiores no domínio capacidade funcional (CF) em relação aos com CD4 abaixo de 200 células/mm3. Indivíduos com CD4 abaixo de 200 células/mm3 e entre 200-500 células/mm3, apresentaram escores maiores nos domínios: aspectos sociais, limitações por aspectos emocionais e vitalidade (V), aspectos sociais (AS) e limitações por aspectos emocionais (LAE), respectivamente, em relação aos pacientes com CD4 acima de 500 células/mm3. Pacientes com carga viral indetectável (< 50 cópias/mm3) e entre 50-10.000 cópias/mm3 apresentaram escores maiores nos domínios: vitalidade (V), aspectos sociais (AS), limitações por aspectos emocionais e dor (D),limitações por aspectos emocionais (LAE), respectivamente, em relação aos pacientes com carga viral acima de 10.000 cópias/mm3. Indivíduos submetidos à terapia antirretroviral apresentaram escores menores nos domínios: vitalidade (V) e limitações por aspectos emocionais (LAE). Fumantes apresentaram escores menores no domínio vitalidade (V), enquanto que, etilistas e drogaditos apresentaram escores maiores nos domínios: dor (D) e aspectos sociais (AS). Pacientes com relato de doenças oportunistas apresentaram escores maiores no domínio vitalidade (V) e menores, no domínio dor (D). Pacientes com relato de doença periodontal e dor de dente ou em qualquer outra região da cavidade oral, apresentaram escores menores nos domínios: limitações por aspectos físicos (LAF), dor (D), vitalidade (V), limitações por aspectos emocionais (LAE) e vitalidade (V), aspectos sociais (AS) e limitações por aspectos emocionais (LAE), respectivamente. Indivíduos submetidos ao tratamento periodontal apresentaram escores menores nos domínios: dor (D) e aspectos sociais (AS). Concluiu-se que: o questionário SF36 foi um instrumento adequado, de aplicação relativamente rápida e de fácil uso para avaliação da qualidade de vida em pacientes com HlV/aids. O tratamento odontológico, por si só, não é capaz de influenciar a qualidade de vida, entretanto, vários fatores associados a ele e à saúde bucal podem exercer essa influência positiva ou negativamente. Os resultados apontam para a importância do trabalho multidisciplinar e as contribuições que a odontologia pode oferecer a fim de proporcionar uma melhor qualidade de vida em pacientes portadores de HlV/aids
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.10.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200063189França, Luciana Molin
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRANÇA, Luciana Molin; MACHADO, Alcyone Artioli. Importância do tratamento odontológico e de fatores associados na qualidade de vida dos portadores de HIV/aids. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      França, L. M., & Machado, A. A. (2011). Importância do tratamento odontológico e de fatores associados na qualidade de vida dos portadores de HIV/aids. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      França LM, Machado AA. Importância do tratamento odontológico e de fatores associados na qualidade de vida dos portadores de HIV/aids. 2011 ;
    • Vancouver

      França LM, Machado AA. Importância do tratamento odontológico e de fatores associados na qualidade de vida dos portadores de HIV/aids. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: