Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Responsabilidade socioambiental corporativa: um estudo em subsidiárias brasileiras (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PINTO, KAREN ESTEVES FERNANDES - FEA
  • USP Schools: FEA
  • Sigla do Departamento: EAD
  • Subjects: RESPONSABILIDADE SOCIAL; SUBSIDIÁRIAS; AUTONOMIA LOCAL; INTEGRAÇÃO
  • Keywords: Autonomy; Corporate social responsibility; Development; Integration; Strategic relevance; Subsidiaries
  • Language: Português
  • Abstract: PINTO, K. E. F. Responsabilidade Socioambiental Corporativa: um estudo em subsidiárias brasileiras. 2011. 119 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Aborda-se nesta dissertação a relação entre subsidiárias de corporações multinacionais estrangeiras no Brasil e Responsabilidade Socioambiental Corporativa (RSC). Inicialmente caracteriza-se o surgimento de corporações multinacionais e a crescente preocupação com questões socioambientais. Fundamenta-se o estudo, basicamente, nas literaturas referentes a multinacionais, matrizes, subsidiárias, gestão socioambiental e RSC. Apresenta-se, num primeiro momento, a identificação de RSC nas subsidiárias para, depois, apresentar a relação entre RSC e outros aspectos organizacionais como autonomia, integração e relevância estratégica. Além de realizar essas análises, estuda-se também a possível relação entre a RSC da subsidiária e o nível do desenvolvimento do país-sede da matriz. Para a realização do estudo, enviou-se um questionário eletrônico para os presidentes e vice-presidentes das 1200 maiores subsidiárias por faturamento e obteve-se 172 respostas. Conclui-se, por meio de análise multivariada, que a RSC encontra-se positivamente relacionada à integração entre a matriz e sua subsidiária e também à relevância estratégica atribuída à subsidiária pela matriz. Ou seja, quanto maior a integração com a matriz e quanto mais relevante estrategicamente,mais a subsidiária desenvolve RSC. Entretanto, a RSC encontra-se negativamente relacionada à autonomia da subsidiária e ao desenvolvimento do país-sede da matriz, o que resulta nas afirmações: (i) quanto mais autônoma, menos a subsidiária desenvolve RSC; e (ii) o desenvolvimento do país-sede não influi no fato de a subsidiária possuir ou não RSC
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.12.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FEA20600054681T658.408 P659r
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PINTO, Karen Esteves Fernandes; OLIVEIRA JÚNIOR, Moacir de Miranda. Responsabilidade socioambiental corporativa: um estudo em subsidiárias brasileiras. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-08022012-185546/ >.
    • APA

      Pinto, K. E. F., & Oliveira Júnior, M. de M. (2011). Responsabilidade socioambiental corporativa: um estudo em subsidiárias brasileiras. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-08022012-185546/
    • NLM

      Pinto KEF, Oliveira Júnior M de M. Responsabilidade socioambiental corporativa: um estudo em subsidiárias brasileiras [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-08022012-185546/
    • Vancouver

      Pinto KEF, Oliveira Júnior M de M. Responsabilidade socioambiental corporativa: um estudo em subsidiárias brasileiras [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-08022012-185546/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: