Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação das curvas de lactação de rebanhos holandeses nos estados de Minas Gerais e São Paulo (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DIAS, JULIANA - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LZT
  • Subjects: BOVINOS LEITEIROS; GADO HOLANDÊS; LEITE (PRODUÇÃO); VACAS
  • Keywords: Curva de lactação; Fatores ambientais
  • Language: Português
  • Abstract: A curva de lactação é a descrição gráfica da produção de leite em dado período de tempo, normalmente descrita por modelos matemáticos dos quais podem ser obtidos fatores multiplicativos de predição e estimativas de interesse econômico como o pico, persistência e produção acumulada aos 305 dias. Entretanto, faz-se necessário a seleção de funções de curvas para que as estimativas obtidas apresentem o menor erro de predição associado, bem como, identificar os fatores que influenciam a curva de lactação para que essas estimativas sejam desprovidas de tais fontes de variação. Desta forma, foram utilizadas cinco funções não lineares para modelar 10.679 lactações pertencentes a vacas holandesas, de grupo genético PCOD (puro por cruza de origem desconhecida), PCOC (puro por cruza de origem conhecida) e PO (puro de origem), pertencentes a 38 rebanhos agrupados em três níveis de produção, situados nos estados de São Paulo e Minas Gerais no período de 1997 a 2009. A seleção da função baseou-se simultaneamente no maior valor do coeficiente de determinação e nos menores valores do quadrado médio do erro de predição, raiz quadrada do quadrado médio do erro de predição, critério bayesiano de informação e percentual de curvas atípicas. Independente do nível de produção e ordem de lactação, dentre os modelos avaliados, a função de Wood obteve o melhor ajuste e, portanto, foi utilizada para obter estimativas de pico, tempo de ascensão ao pico, persistência e produção acumulada aos 305 dias.Posteriormente, avaliou-se a influência de fatores ano de parto, época de parto, ordem de lactação, rebanho, nível de produção e duração da lactação sobre os parâmetros a (produção inicia), b (taxa de acréscimo na produção até o pico) e c (taxa de decréscimo na produção após o pico de lactação) e estimativas de pico, tempo de pico, persistência e produção acumulada aos 305 dias das curvas de lactação modeladas pela função de Wood. Em seus respectivos níveis de produção, as médias dos parâmetros e estimativas aumentaram proporcionalmente às classes de duração da lactação e maiores estimativas foram observadas para multíparas na época seca do ano. Dado o exposto, para os rebanhos em estudos, fatores de predição da produção de leite aos 305 dias podem ser construídos de acordo com o nível de produção, ordem, época e duração da lactação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.2011

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DIAS, Juliana; MACHADO, Paulo Fernando. Avaliação das curvas de lactação de rebanhos holandeses nos estados de Minas Gerais e São Paulo. 2011.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-07022012-084744/ >.
    • APA

      Dias, J., & Machado, P. F. (2011). Avaliação das curvas de lactação de rebanhos holandeses nos estados de Minas Gerais e São Paulo. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-07022012-084744/
    • NLM

      Dias J, Machado PF. Avaliação das curvas de lactação de rebanhos holandeses nos estados de Minas Gerais e São Paulo [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-07022012-084744/
    • Vancouver

      Dias J, Machado PF. Avaliação das curvas de lactação de rebanhos holandeses nos estados de Minas Gerais e São Paulo [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-07022012-084744/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019