Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo epidemiológico e microbiológico de isolados de Pseudomonas aeruginosa imipenem - sensíveis e imipenem - resistentes (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LIMA, DENISSANI APARECIDA FERRARI DOS SANTOS - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: PSEUDOMONAS; RESISTÊNCIA MICROBIANA ÀS DROGAS; SINERGISMO DE DROGAS
  • Language: Português
  • Abstract: As infecções nosocomiais por Pseudomonas aeruginosa ocorrem frequentemente em pacientes fragilizados e são difíceis de controlar pela não sensibilidade da bactéria a várias classes de antimicrobianos e pelo rápido desenvolvimento de resistência a novos fármacos. O propósito deste estudo foi comparar a epidemiologia hospitalar de pacientes infectados por P. aeruginosa imipenem-resistente (IPM-R) e imipenem-sensiveis (IPM-S) e investigar características fenotípicas das bactérias particularmente a sensibilidade a antimicrobianos alternativos, anticéticos e substâncias não-antibacterianas, avaliando também o eventual sinergismo dessas drogas em testes in vitro. P. aeruginosa sensível a imipenem (IPM-S) e a outros antimicrobianos (n=76) e imipenem multidroga-resistente (IPM-R) (n=76), foram isolados do sangue (N=46) e da urina (N=106) de pacientes da Unidade de Emergência do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, entre 2005 e 2008. A produção de metalo β-lactamase foi avaliada por testes fenotípicos de triagem. A sensibilidade dos isolados à fosfomicina foi realizada com método de disco-difusão e para polimixina B também com E-test e microdiluição em caldo. Determinou-se a concentração inibitória mínima (CIM) para antimicrobianos, anticéticos e drogas não-antibacterianas por microdiluição em caldo. A eficácia in vitro de duas drogas ou três drogas combinadas foi avaliada pelo método checkerboard para quatro isolados selecionados de P. aeruginosa, dois IPM-S e dois IPM-R. A produção das enzimas de resistência bacteriana só ocorreu em isolados IPM-R. A polimixina B atuou contra todos, exceto, dois isolados de P. aeruginosa, detectando-se resistência intermediária em alguns deles. Apenas 52% de isolados IPM-S e 35% de IPM-R apresentaram susceptibilidade à fosfomicina. Polivinil-pirrolidona-iodo e clorexidine apresentaram CIM semelhantes para IPM-Se IPM-R. Drogas não antibacterianas, como fluoxetina, sertralina, resveratrol, quinidina, cloroquina, propranolol, propafenona, alendronato, N-acetilcisteina, atuaram in vitro contra P. aeruginosa somente em elevadas concentrações. Ribavirina apresentou CIM mais baixa, quer para IPM-S como para IPM-R. A avaliação da eficácia de 72 combinações de antimicrobianos e de outras drogas sobre dois isolados IPM-S, revelou sinergismo em respectivamente 14% e 37%; os mesmos testes foram feitos em dois isolados IPM-R mostrando sinergismo em respectivamente 30% e 25%. Associações de β-lactâmicos ou ciprofloxacina com tobramicina e fosfomicina tiveram maior indice de sinergismo, que também ocorreu quando a segunda droga da associação foi gentamicina, rifampicina e ribavirina. A adição de uma terceira droga geralmente aumentou o sinergismo dos isolados contra um dos isolados IPM-R. Concluimos que polimixina B pode ser sugerida para monoterapia de infecções por P. aeruginosa IPM-R, enquanto fosfomicina deve ser testada para cada isolado. Não houve diferença da CIM de anticéticos e de drogas não antibacterianas para P. aeruginosa IPM-S e IPM-R, sugerindo diferente mecanismo de resistência dos antimicrobianos convencionais. Combinações de antimicrobianos com potencial ação contra P. aeruginosa e outros antimicrobianos apresentaram significativa taxa de sinergismo, algumas das quais com redução do CIM suficientes para sugerir sua utilização na terapêutica clínica. Combinações de antimicrobianos com ribavirina mostraram sinergismo contra P. aeruginosa. A associação de três drogas também propiciou redução de CIM das drogas isoladas em nível satisfatório para uso in vivo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.10.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200063221Lima, Denissani Aparecida Ferrari dos Santos
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Denissani Aparecida Ferrari dos Santos; MARTINEZ, Roberto. Estudo epidemiológico e microbiológico de isolados de Pseudomonas aeruginosa imipenem - sensíveis e imipenem - resistentes. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Lima, D. A. F. dos S., & Martinez, R. (2011). Estudo epidemiológico e microbiológico de isolados de Pseudomonas aeruginosa imipenem - sensíveis e imipenem - resistentes. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Lima DAF dos S, Martinez R. Estudo epidemiológico e microbiológico de isolados de Pseudomonas aeruginosa imipenem - sensíveis e imipenem - resistentes. 2011 ;
    • Vancouver

      Lima DAF dos S, Martinez R. Estudo epidemiológico e microbiológico de isolados de Pseudomonas aeruginosa imipenem - sensíveis e imipenem - resistentes. 2011 ;