Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Incentivos no nível da firma e consequências econômicas da convergência ao IFRS no Brasil (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LIMA, VINíCIUS SIMMER DE - FEA
  • USP Schools: FEA
  • Sigla do Departamento: EAC
  • Subjects: CONTABILIDADE INTERNACIONAL; DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES FINANCEIRAS; MERCADO DE CAPITAIS; CUSTO DE CAPITAL; PADRÕES E NORMAS CONTÁBEIS
  • Keywords: Capital markets; Corporate disclosure; Cost of capital; International accounting
  • Language: Português
  • Abstract: Esta dissertação investiga o papel dos incentivos individuais das companhias no compromisso com o atendimento das práticas de convergência ao IFRS, e o impacto da adoção destas práticas no custo de capital e liquidez de mercado no Brasil, um país emergente caracterizado por distinto ambiente institucional e elevadas oportunidades de crescimento. Este trabalho estende o estudo de Daske et al. (2008) ao considerar a observação de Ball (2006), de que a adoção de um padrão contábil superior não necessariamente se traduz em melhor qualidade de divulgação, uma vez que a qualidade dos relatórios contábeis pode ser fortemente moldada não pelas normas contábeis somente, mas também pelos incentivos e pela intensidade das forças políticas/econômicas presentes. Utilizando uma amostra de 148 companhias listadas na Bolsa Valores de São Paulo, o estudo emprega duas medidas para a caracterização da convergência baseadas no (i) Índice de Atendimento às Práticas de Convergência Internacional (IAPC) e na (ii) variação do volume de informação divulgada nos demonstrativos financeiros completos. Estimativas do custo de capital próprio são obtidas a partir de quatro modelos sugeridos pela literatura - Claus e Thomas (2001), Gebhardt et al. (2001), Easton (2004) e Ohlson e Juettner-Nauroth (2005). Para a liquidez de mercado, utilizam-se proxies para o bid-ask spread, turnover da ação e impacto no preço. Os incentivos econômicos estudados são: (i) tamanho; (ii) exposição ao mercado internacional;(iii) necessidade de financiamento externo; (iv) expectativa de oportunidades de crescimento; (v) desempenho; (vi) estrutura de propriedade e controle corporativo e (vii) empresa de auditoria externa. A metodologia da dissertação é subdivida nas seguintes análises: os determinantes do grau de atendimento às práticas de convergência; a heterogeneidade dos efeitos da convergência no mercado de capitais e a análise intertemporal dos efeitos da convergência no mercado de capitais. Em todas as abordagens, concentram-se nos papéis dos incentivos econômicos na análise. Inicialmente, a avaliação preliminar das proxies do estudo permitiu a validação empírica das estimativas do custo de capital próprio e das medidas de liquidez de mercado. Os resultados indicam que os incentivos são importantes determinantes do comportamento das empresas frente ao atendimento das práticas de convergência. Os resultados sugerem que empresas (i) maiores, (ii) menos alavancadas, (iii) com maiores oportunidades de crescimento, (iv) maior rentabilidade, (v) estrutura de propriedade e controle mais difusa e (vi) auditadas por companhias Big Four estão mais propensas a adotar as práticas de convergência de maneira que perfaçam mudanças materiais em suas políticas contábeis. A análise das consequências econômicas evidencia que, mesmo controlando para os incentivos subjacentes, o custo de capital e a liquidez de mercado (com exceção do Impacto no Preço) parecem estar relacionados ao compromisso das empresascom o atendimento das práticas de convergência ao IFRS. Assim, apesar das características emergentes da economia brasileira, os resultados apresentam indícios de que a adoção do modelo contábil internacional pode implicar em melhora no ambiente informacional das empresas independentemente dos efeitos individuais dos incentivos. No entanto, as evidências sugerem que a mensuração desta relação deve ser condicionada à análise dos incentivos subjacentes das empresas, pois eles parecem exercer efeitos interativos no custo de capital próprio e na liquidez de mercado. Por último, a análise intertemporal apresenta apenas fracos indícios de que o IAPC influencia a variação do custo de capital entre os períodos de 2006 a 2009. Nesta análise, os incentivos parecem dominar o efeito individual da norma contábil. Ao contrário, na análise da liquidez de mercado, o efeito individual da norma contábil parece sobrepor o efeito dos incentivos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.11.2011
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Vinícius Simmer de; LIMA, Iran Siqueira. Incentivos no nível da firma e consequências econômicas da convergência ao IFRS no Brasil. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-19032012-192936/ >.
    • APA

      Lima, V. S. de, & Lima, I. S. (2011). Incentivos no nível da firma e consequências econômicas da convergência ao IFRS no Brasil. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-19032012-192936/
    • NLM

      Lima VS de, Lima IS. Incentivos no nível da firma e consequências econômicas da convergência ao IFRS no Brasil [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-19032012-192936/
    • Vancouver

      Lima VS de, Lima IS. Incentivos no nível da firma e consequências econômicas da convergência ao IFRS no Brasil [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-19032012-192936/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019