Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Aspectos epidemiológicos da hepatite B e fatores prognósticos da cirrose em pacientes com hebatite B crônica na Amazônia Ocidental (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LOBATO, CIRLEY MARIA DE OLIVEIRA - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Subjects: HEPATITE B (EPIDEMIOLOGIA); HEPATITE CRÔNICA (EPIDEMIOLOGIA); CIRROSE HEPÁTICA (FATORES;EVOLUÇÃO;EPIDEMIOLOGIA); PROGNÓSTICO (FATORES); SERVIÇOS DE SAÚDE; ESTUDOS DE COORTES; ESTUDOS RETROSPECTIVOS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Vários fatores têm sido apontados como associados à progressão da hepatite B crônica para cirrose, entre eles o genótipo, mutações do VHB, status do HBeAg, infecção concorrentes com o VHD, HIV, VHC, assim como o uso de álcool, alterações metabólicas e idade em que ocorreu a infecção. No entanto, essa questão ainda não foi estudada na Amazônia Ocidental brasileira, área hiperendêmica de hebatite B. Objetivo: descrever os aspectos clínico-epidemiológicos e investigar fatores associados à progressão da cirrose numa coorte de pacientes com hepatite crônica pelo vírus B residente no estado do Acre, atendidos em serviço especializado entre 2000 e 2009. Métodos: estudo de coorte retrospectiva, abrangendo 672 pacientes com hepatite crônica pelo vírus B matriculados no Serviço de Assistência Especializada, Rio Branco, Acre, na Amazônia Ocidental, selecionados no período de 2000 a 2009 e acompanhados até 2010. Os dados foram obtidos mediante consulta a prontuários, complementados por entrevista, exames físicos e laboratoriais. Os casos de cirrose hepática foram confirmados pela presença de fibrose, formação de nódulos parenquimatosos regenerados ou em regeneração ao exame anatomopatológico (F3 e F4) e/ou pela presença de sinais de descompensação hepática ou de hipertensão portal demonstrada através da ultrasonografia abdominal e endoscopia. Foram excluídos do estudo os pacientes que apresentaram hepatocarcinoma, coinfecção com o HIV no momento da primeira avaliação. As variáveis de interesse foram: sócio-demográficas; características relativas à transmissão, aspectos clínicos e laboratoriais. Inicialmente, descreveram-se as características dos pacientes mediante comparações de proporções e médias aplicando-se para variáveis categóricas o teste do qui quadrado e exato de Fisher; e para as variáveis contínuas o teste deKruskall-Walis. Para a investigação dos fatores, associados à evolução para cirrose, a variável dependente foi a cirrose hepática e as independentes as exposições de interesse, estimaram-se as odds ratio não ajustadas e os respectivos intervalos de 95% de confiança (IC95%) pela regressão logística condicional. Resultados: O tempo médio de acompanhamento foi de 52,7+/-12,8 meses; 8.5% (57/672) dos pacientes evoluíram para cirrose, com uma taxa de incidência de 26,8/1000 pessoa ano. Mostraram-se independentemente associados à evolução para cirrose: pertencer ao sexo masculino (OR= 2,2; IC95%: 1,1 - 3,7); co-infecção com VHC (OR=4,6; IC95%: 1,2-17,8); co-infecção pelo VHD na presença de Anti HBeAg (OR=4,0; IC95%:1,3-11,9); co-infecção pelo VHD na presença de Anti HBe (OR=7.1; IC95%:1,3-5,4). Conclusão. O presente estudo apontou o risco elevado de progressão da hepatite B crônica para cirrose , identificou marcadores laboratoriais prognósticos de evolução para cirrose, assim como seus principais preditores na área de estudo, salientando a importância de políticas públicas com foco no controle dessa infecção, assim como de condutas clínicas voltadas ao monitoramento de complicações das formas crônicas relacionadas à co-infecção com VHC e VHD.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.10.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FSP11800050946DR 1056
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOBATO, Cirley Maria de Oliveira; WALDMAN, Eliseu Alves. Aspectos epidemiológicos da hepatite B e fatores prognósticos da cirrose em pacientes com hebatite B crônica na Amazônia Ocidental. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.
    • APA

      Lobato, C. M. de O., & Waldman, E. A. (2011). Aspectos epidemiológicos da hepatite B e fatores prognósticos da cirrose em pacientes com hebatite B crônica na Amazônia Ocidental. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Lobato CM de O, Waldman EA. Aspectos epidemiológicos da hepatite B e fatores prognósticos da cirrose em pacientes com hebatite B crônica na Amazônia Ocidental. 2011 ;
    • Vancouver

      Lobato CM de O, Waldman EA. Aspectos epidemiológicos da hepatite B e fatores prognósticos da cirrose em pacientes com hebatite B crônica na Amazônia Ocidental. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: