Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Diagnóstico diferencial entre carcinoma e adenoma do córtex adrenal em crianças. Comparação entre três classificações histopatológicas (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PASCHOALIN, VICTOR PEREIRA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: NEOPLASIAS; ADENOMA; CÓRTEX ADRENAL; DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Os sistemas histopatológicos para o diagnóstico diferencial de tumores benignos e malignos do córtex adrenal são motivos de controvérsia, sobretudo em pacientes pediátricos. Objetivos: Comparar os sistemas de Weiss et ai., Van Slooten et al e de Wieneke et al. em amostra de crianças e adolescentes portadores de adenoma e carcinoma do córtex adrenal. Casuística e Métodos: Foram incluídos, neste estudo retrospectivo, 57 pacientes menores que 18 anos (mediana = 3 anos), portadores de adenoma ou carcinoma do córtex adrenal, funcionantes ou não, atendidos e tratados cirurgicamente no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, no período de janeiro de 1975 a dezembro de 2010. Os prontuários de todos os pacientes foram revisados, e num estudo cego (dois patologistas desconheciam a evolução dos pacientes), uma nova leitura das laminas já coradas foi efetuada para classificar os tumores em benignos ou malignos segundo os três sistemas. A comparação dos três sistemas foi feita com base na evolução dos pacientes após seguimento médio de 203,6±111,6 meses e mediano de 204 meses. Resultados: Desta casuística, 16 pacientes faleceram devido à doença e 41 ficaram livres da neoplasia após cinco ou mais anos de seguimento. A comparação das curvas de sobrevida dos pacientes com tumores "benignos" e "malignos" pelo teste Logrank revelou p=0,39 para o sistema de Van Slooten et al., p=0,05 para o de Weiss et al. e p<0,0001 para o de Wieneke et al. Os resultados da análise Baysiana estão resumidos na tabela abaixo. Resultados da análise Bayesiana segundo o método de classificação e a evolução dos pacientes. Conclusão: O sistema de Wieneke et al. é o que apresentou a melhor correlação clínicopatológica na amostra estudada, razão porque sugere-se sua adoção, ou inclusão, na avaliação histopatológica para diagnóstico diferencial entre tumores da córtex adrenal benignos e malignos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.12.2011

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200063350Paschoalin, Victor Pereira
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PASCHOALIN, Victor Pereira; TUCCI JÚNIOR, Sílvio. Diagnóstico diferencial entre carcinoma e adenoma do córtex adrenal em crianças. Comparação entre três classificações histopatológicas. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011.
    • APA

      Paschoalin, V. P., & Tucci Júnior, S. (2011). Diagnóstico diferencial entre carcinoma e adenoma do córtex adrenal em crianças. Comparação entre três classificações histopatológicas. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Paschoalin VP, Tucci Júnior S. Diagnóstico diferencial entre carcinoma e adenoma do córtex adrenal em crianças. Comparação entre três classificações histopatológicas. 2011 ;
    • Vancouver

      Paschoalin VP, Tucci Júnior S. Diagnóstico diferencial entre carcinoma e adenoma do córtex adrenal em crianças. Comparação entre três classificações histopatológicas. 2011 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: