Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Capacidade e relação fluxo-velocidade em autoestradas e rodovias de pista dupla paulistas (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ANDRADE, GUSTAVO RIENTE DE - EESC
  • USP Schools: EESC
  • Sigla do Departamento: STT
  • Subjects: RODOVIAS; AUTOESTRADAS; CAPACIDADE DE TRÁFEGO
  • Language: Português
  • Abstract: Neste trabalho, calibra-se um modelo que descreva a relação fluxo-velocidade em auto estradas e rodovias de pista dupla, considerando as recomendações tecidas pelos autores envolvidos na elaboração do modelo do Highway Capacity Manual - HCM 2010. Para tanto, foi utilizada uma amostra de 788.122 observações, coletadas por 25 estações em quatro rodovias paulistas: SP-348, SP-021, SP-280 e SP-270. A análise dos dados mostrou que, conforme preconizado pelo HCM 2010, existe um intervalo de fluxos no qual a velocidade se mantém constante, o que corresponde à velocidade de fluxo livre. Em seguida, verificou-se que a classificação do HCM 2010, entre autoestradas e rodovias de pista dupla, não se mostra adequada para a amostra estudada, tendo sido indicada a divisão entre rodovias urbanas e rurais. Para esses grupos, foram propostos valores representativos para a capacidade e calibrada a relação fluxo-velocidade. A comparação entre os dois conjuntos de curvas produzidos mostrou que a velocidade média da corrente de tráfego nas rodovias urbanas apresenta uma queda mais precoce e acentuada do que a observada em rodovias rurais. Além disso, os valores estimados para a capacidade C e para a velocidade na capacidade CS para rodovias urbanas são inferiores aos estimados para rodovias rurais. Em contraste com o modelo do HCM 2010, a principal diferença reside em valores significativamente inferiores para BP, o fluxo a partir do qual se nota um declínio da velocidade em função do aumento da densidade da corrente de tráfego. Outro ponto de destaque é que, embora os valores da capacidade sejam parecidos entre o modelo do HCM 2010 e o calibrado, a velocidade na capacidade CS é superior nas rodovias paulistas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.05.2012
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANDRADE, Gustavo Riente de; SETTI, José Reynaldo Anselmo. Capacidade e relação fluxo-velocidade em autoestradas e rodovias de pista dupla paulistas. 2012.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18144/tde-21062012-103018/pt-br.php >.
    • APA

      Andrade, G. R. de, & Setti, J. R. A. (2012). Capacidade e relação fluxo-velocidade em autoestradas e rodovias de pista dupla paulistas. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18144/tde-21062012-103018/pt-br.php
    • NLM

      Andrade GR de, Setti JRA. Capacidade e relação fluxo-velocidade em autoestradas e rodovias de pista dupla paulistas [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18144/tde-21062012-103018/pt-br.php
    • Vancouver

      Andrade GR de, Setti JRA. Capacidade e relação fluxo-velocidade em autoestradas e rodovias de pista dupla paulistas [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18144/tde-21062012-103018/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019