Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Os espaços para a música contemporânea (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PITA, JULIANO VERALDO DA COSTA - EESC
  • Unidades: EESC
  • Sigla do Departamento: SAP
  • Subjects: ARQUITETURA; HISTÓRIA DA ARQUITETURA; SALA; MÚSICA; MUSICOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: o presente trabalho propõe uma investigação acerca dos espaços de apresentação musical e sua relação com a música apresentada nestes, com especial enfoque na música erudita contemporânea. Tal proposta justifica-se a partir da verificação de uma dicotomia entre a concepção arquitetônica destes espaços, e a música que neles se apresenta, em sua maioria de um repertório consolidado no final do século XIX. Tal dissociação é particularmente interessante tendo em vista que, até o advento das vanguardas modernas do início do século XX, a música e os espaços de apresentação formavam um conjunto em consonância com o seu tempo. A partir desta verificação, alguns exemplos de espaços voltados para a música contemporânea e as suas características únicas foram analisados, e elucubrações acerca do estado atual destes, traçadas. A abordagem escolhida, entretanto, não foi a da descrição e análise do ponto de vista arquitetônico, técnico ou ainda, social; optou-se por uma investigação que relacionasse o desenvolvimento próprio da música e a sua relação com o espaço onde esta é apresentada, como forma de reforçar esta ligação e identificar os pontos de intersecção entre as duas disciplinas. Para tanto, iniciou-se o trabalho com alguns exemplos de salas de concerto recentemente construídas no contexto brasileiro: A Sala São Paulo (1999) e o Auditório Ibirapuera (2005), seguindo-se com uma verificação da música comumente apresentada nestes. A partir da verificação desta música, buscou-se o momento de caracterização do tipo arquitetônico do auditório, no tocante à organização espacial e colocação social destes. Dois espaços foram tomados como exemplo: o Palais Gamier (1875) em Paris e o Festspielhaus (1876) em Bayreuth, por representarem, cada um a seu modo, uma faceta deste tipo.Por fim realizou-se uma comparação entre a música apresentada nestes espaços e a música contemporânea, reforçando a dicotomia observada, e identificando preliminarmente o início do século XX como o momento de ruptura da relação direta entre arquitetura e música. Para comprovação desta afirmação, foi realizado uma restrospectiva dos locais onde a música possuía importância proeminente, e em paralelo, procurou-se abordar conceitos próprios da musica e da arquitetura, buscando criar subsídios para a compreensão do trabalho por músicos e arquitetos. Estes conceitos são essenciais para compreensão não só destes espaços, mas também das relações gerais entre os diferentes aspectos da vida social de sua época, de crucial importância para compreensão da dimensão da ruptura relatada. A partir desta revisão, algo descritiva e linear, partiu-se para reflexões dos motivos da mudança da relação entre arquitetura e música no Modernismo, e as consequências deste fato para ambas as disciplinas. Também foram abordados aspectos contemporâneos da música e da arquitetura, em espaços onde ainda buscou-se esta integração característica de outrora. Por fim, as conclusões buscam refletir sobre o futuro desta relação e do papel do arquiteto na produção de espaços para a música contemporânea, a partir de entrevistas com profissionais da área e da bibliografia especializada de ambas as disciplinas. É digno de nota que a bibliografia que aborda sobre este enfoque esta relação é extremamente escassa; este trabalho, portanto, adotou um perfil mais generalista e de amplo espectro, em detrimento de uma especificidade sobre um ponto específico desta relação, como o início de uma tentativa de suprir este vazio bibliográfico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.05.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PITA, Juliano Veraldo da Costa; PINTO, Gelson de Almeida. Os espaços para a música contemporânea. 2012.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18142/tde-20062012-160748/pt-br.php >.
    • APA

      Pita, J. V. da C., & Pinto, G. de A. (2012). Os espaços para a música contemporânea. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18142/tde-20062012-160748/pt-br.php
    • NLM

      Pita JV da C, Pinto G de A. Os espaços para a música contemporânea [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18142/tde-20062012-160748/pt-br.php
    • Vancouver

      Pita JV da C, Pinto G de A. Os espaços para a música contemporânea [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18142/tde-20062012-160748/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019