Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Evidências de validade do "Inventário de Autoavaliação para Adolescentes" (YSR/2001) para a população brasileira (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ROCHA, MARINA MONZANI DA - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSC
  • Subjects: ADOLESCENTES; AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA; VALIDADE DO TESTE; YOUNG SELF REPORT
  • Language: Português
  • Abstract: Compreender os problemas emocionais/comportamentais vivenciados pelos jovens é um desafio para os profissionais da saúde mental. Dentre os modelos de avaliação destas dificuldades, um dos mais utilizados é o de avaliação empiricamente baseada, no qual as síndromes são elaboradas a partir de análises estatísticas que evidenciam a co-ocorrência de problemas com base em levantamentos epidemiológicos. O Sistema Achenbach de Avaliação Empiricamente Baseada (ASEBA) oferece o Youth Self-Report (YSR) como instrumento de autorrelato aplicado em adolescentes. Nesse inventário, os jovens de 11 a 18 anos fornecem informações sobre suas competências e problemas emocionais/comportamentais. Diversos estudos têm sido realizados buscando validar o YSR em diferentes países, visto a importância de se padronizar os procedimentos de avaliação para a cultura na qual vão ser usados. O presente estudo tem como objetivo validar o Inventário de Autoavaliação para Adolescentes, versão brasileira do YSR. Um total de 540 adolescentes encaminhados para atendimento em serviços de saúde mental e 2836 adolescentes não-encaminhados, com idades entre 11 e 18 anos, provenientes de quatro das cinco regiões brasileiras, preencheram o inventário. O nível socioeconômico dos participantes foi calculado utilizando o Critério Brasil. Os resultados indicam adequação do modelo fatorial do instrumento para a população brasileira (RMSEA = 0,032), bons índices de consistência interna e capacidade discriminante das escalase itens de problemas emocionais/comportamentais. Para as escalas de competências os resultados foram menos expressivos. Diferenças nos escores foram encontradas em função do sexo e idade do adolescente, seguindo o mesmo padrão reportado nos referidos estudos internacionais. Poucas diferenças foram encontradas em função do tipo de escola frequentada, do nível socioeconômico e da região do país. Em conjunto, os resultados confirmam a validade e fidedignidade do YSR para a população brasileira, além de indicarem normas adequadas para o uso do instrumento no país
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.03.2012
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300054464T BF724 R672e e.1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROCHA, Marina Monzani da; SILVARES, Edwiges Ferreira de Mattos. Evidências de validade do "Inventário de Autoavaliação para Adolescentes" (YSR/2001) para a população brasileira. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-12062012-153735/ >.
    • APA

      Rocha, M. M. da, & Silvares, E. F. de M. (2012). Evidências de validade do "Inventário de Autoavaliação para Adolescentes" (YSR/2001) para a população brasileira. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-12062012-153735/
    • NLM

      Rocha MM da, Silvares EF de M. Evidências de validade do "Inventário de Autoavaliação para Adolescentes" (YSR/2001) para a população brasileira [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-12062012-153735/
    • Vancouver

      Rocha MM da, Silvares EF de M. Evidências de validade do "Inventário de Autoavaliação para Adolescentes" (YSR/2001) para a população brasileira [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-12062012-153735/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: