Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A noção de couraça na obra de Wilhelm Reich: origens e considerações sobre o desenvolvimento humano (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ALMEIDA, BRUNO HENRIQUE PRATES DE - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: PERSONALIDADE; PSICANÁLISE
  • Keywords: Armor; Couraça; Escudo protetor; Protective shield
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa teórica investiga o desenvolvimento da noção de couraça nos primeiros quinze anos da obra de Wilhelm Reich, de 1920 até 1935. Como objetivo central, buscamos responder a seguinte questão norteadora: qual(ais) o(s) sentido(s) de couraça no pensamento de Wilhelm Reich? Visamos, sobretudo, contribuir para o esclarecimento e a discussão dessa importante noção do pensamento reichiano. Em termos de método, a fim de acompanhar o percurso do pensamento do autor, abordamos a obra de acordo com sequência cronológica de publicação. Com essa orientação histórica, elencamos e analisamos textos que, a nosso ver, fornecem subsídios para a compreensão da noção em tela. Além disso, ficamos atentos a prováveis sinônimos e sentidos utilizados, mesmo que o termo propriamente dito não estivesse explicitamente citado. Como preparação do terreno, realizamos uma pesquisa etimológica sobre o termo couraça. Em seguida, elencamos dois autores - o filósofo francês Henri Bergson e o fundador da psicanálise Sigmund Freud - investigados devido à importância dos mesmos na construção do pensamento reichiano como um todo e, possivelmente também, em relação à noção de couraça. Em termos de resultados, os escritos de Reich analisados indicaram que as significações de couraça como defesa, proteção e resistência estão sempre presentes. Dentre os artigos acessados, localizamos a primeira aparição do vocábulo em 1922, como couraça narcísica. Constatamos que, para Reich, a couraça mantém contato comas realidades interna e externa, articula as noções de economia pulsional, ego e caráter, além de estar relacionada à operação do recalque. A princípio, é concebida na esfera psíquica, mas, gradativamente, passa a ser considerada, também, no âmbito somático, principalmente como hipertonia muscular crônica. Ainda, tecemos algumas relações com a visão de Bergson sobre o assunto e com a conceituação freudiana acerca do escudo protetor. Por fim, na esfera do tema saúde-doença, registramos algumas ponderações a respeito da relação entre a noção de couraça e o processo do desenvolvimento humano
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.04.2012
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALMEIDA, Bruno Henrique Prates de; ALBERTINI, Paulo. A noção de couraça na obra de Wilhelm Reich: origens e considerações sobre o desenvolvimento humano. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-25072012-101358/ >.
    • APA

      Almeida, B. H. P. de, & Albertini, P. (2012). A noção de couraça na obra de Wilhelm Reich: origens e considerações sobre o desenvolvimento humano. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-25072012-101358/
    • NLM

      Almeida BHP de, Albertini P. A noção de couraça na obra de Wilhelm Reich: origens e considerações sobre o desenvolvimento humano [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-25072012-101358/
    • Vancouver

      Almeida BHP de, Albertini P. A noção de couraça na obra de Wilhelm Reich: origens e considerações sobre o desenvolvimento humano [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-25072012-101358/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019