Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Fotoquímica e fotofísica de organoborano em sistema de polimerização (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS, WILLY GLEN - IQSC
  • USP Schools: IQSC
  • Subjects: FOTOQUÍMICA; CORANTES
  • Keywords: FOTOPOLIMERIZAÇÃO; ORGANOBORANO; FOTOLISE
  • Language: Português
  • Abstract: Interações do estado fundamental e espécies transientes, formadas após fotólise e fotossensibilização de 2-ethylaminodiphenylborinate (2APB) e diphenylboronic anhydride (TPhB), foram estudadas por várias técnicas. Os espectros UV mostram uma grande banda de absorção na região do Ultra-violeta. Os espectros de fluorescência mostram o aumento da intensidade de emissão, em 300 nm, que se desloca para o vermelho até 10-3 M. Em concentrações mais elevadas, a intensidade de emissão diminui, provavelmente devido à formação de agregados. Excitação dos organoboranos no UV, em soluções livre de oxigênio, mostram a formação de dois transientes em 300 e 360 nm. Este último, atribuído a espécie triplete, tem uma vida útil de 5 ms em etanol e é totalmente suprimida na presença de oxigênio. A banda em 300 nm não é afetada por oxigênio, tem uma vida útil da ordem de milisegundos e corresponde a uma espécie com radical centrado no boro. O radical também pode ser obtido por transferência eletrônica do estado triplete da Safranina ao organoborano, formando a forma semi-oxidada do corante. Experimentos EPR, usando TMPO, mostram que a fotólise direta no UV de 2ABP forma o radical arilborano, seguido pela clivagem de uma ligação B-C e formação de radicais fenil. Radicais de boro são formados quando organoboranos são fotossensíveis por Safranina. Na tentativa de se estender o uso de organoboranos em sistemas de poliméricos, sais ônium foi usado para produzir mais iniciadores e melhorar a velocidade de polimerização. Na excitação visível, induzida a produzir iniciadores, o sentitizador (corante *) é oxidado pelo organoborano para formar o cátion radical correspondente (corante•+) e R3B• -. Este ânion radical pode iniciar a polimerização ou interagir com sal de ônio, resultando na liberação de uma grande quantidade de radicais que inicia a polimerização mais eficiente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.03.2012
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IQSC30800032565T2458R
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Willy Glen; NEUMANN, Miguel Guillermo. Fotoquímica e fotofísica de organoborano em sistema de polimerização. 2012.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75134/tde-17042012-170652/publico/WillyGlenSantosR.pdf >.
    • APA

      Santos, W. G., & Neumann, M. G. (2012). Fotoquímica e fotofísica de organoborano em sistema de polimerização. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75134/tde-17042012-170652/publico/WillyGlenSantosR.pdf
    • NLM

      Santos WG, Neumann MG. Fotoquímica e fotofísica de organoborano em sistema de polimerização [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75134/tde-17042012-170652/publico/WillyGlenSantosR.pdf
    • Vancouver

      Santos WG, Neumann MG. Fotoquímica e fotofísica de organoborano em sistema de polimerização [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75134/tde-17042012-170652/publico/WillyGlenSantosR.pdf

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: