Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeito da desmineralização óssea superficial na migração, adesão e diferenciação de pré-osteoblastos (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: COESTA, PEDRO TEIXEIRA GARCIA - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Sigla do Departamento: BAP
  • Subjects: DESMINERALIZAÇÃO; ÁCIDOS; CULTURA DE CÉLULAS; ENXERTO ÓSSEO; MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE VARREDURA; OSTEOBLASTO
  • Language: Português
  • Abstract: Resultados de pesquisas prévias tem encontrado potencial aumentado para a consolidação de enxertos ósseos mediante desmineralização do material enxertado e/ou das superfícies de consolidação. Entretanto há carência de embasamento apoiado em evidências biológicas do benefício de tal procedimento. Para testar esta hipótese, o tecido ósseo da calvária de cobaias (Cavia porcellus) foi exposto ao condicionamento por ácido cítrico durante 15, 30, 90 e 180 segundos (grupos teste). Quarenta e cinco discos ósseos de três milímetros de diâmetro foram removidos dos animais, dos quais 36 foram condicionados com ácido cítrico pH 1 a 50% e nove não receberam condicionamento (grupo controle). Sobre nove discos de cada grupo foram cultivados pré-osteoblastos MC3T3-E1 durante 24, 48 e 72 horas (três discos de cada grupo em cada tempo). Análises da morfologia celular, do número de células aderidas sobre as superfícies e da área de cobertura destas superfícies por préosteoblastos foram realizadas à microscopia eletrônica de varredura. Observou-se aumento do número de células aderidas às superfícies com o tempo, independentemente de haver condicionamento ou de seu tempo de aplicação. Entretanto, essa diferença só foi estatisticamente significante intragrupos (p<0,05) e quando comparados os períodos de 24 e 72 horas de incubação. A área de cobertura das superfícies por células aumentou significantemente com o tempo somente nos grupos teste, também entre os períodos de incubação de 24 e 72 horas (p<0,01). O grupo controle apresentou-se com 50% ou menos de área de cobertura superficial em relação aos demais.A duração de aplicação do ácido não interferiu significantemente nesse parâmetro de avaliação, mas nos grupos 15 e 30, a área de recobrimento ósseo mais do que triplicou às 72 horas em relação às 24 horas (p<0,01), com cerca de 70% das superfícies cobertas por células, contra 30% no grupo controle. Conclui-se que a desmineralização óssea nos tempos de condicionamento estudados propicia um substrato sobre o qual as células pré-osteoblásticas adquirem morfologia compatível com estágio de diferenciação mais avançado, promovendo maior cobertura de área, o que aumenta o potencial para deposição de novo osso sobre essas superfícies em comparação ao tecido não condicionado.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.03.2012
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COESTA, Pedro Teixeira Garcia; REZENDE, Maria Lúcia Rubo de. Efeito da desmineralização óssea superficial na migração, adesão e diferenciação de pré-osteoblastos. 2012.Universidade de São Paulo, Bauru, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-02102012-101738/publico/PedroTeixeiraGarciaCoesta_Rev.pdf >.
    • APA

      Coesta, P. T. G., & Rezende, M. L. R. de. (2012). Efeito da desmineralização óssea superficial na migração, adesão e diferenciação de pré-osteoblastos. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-02102012-101738/publico/PedroTeixeiraGarciaCoesta_Rev.pdf
    • NLM

      Coesta PTG, Rezende MLR de. Efeito da desmineralização óssea superficial na migração, adesão e diferenciação de pré-osteoblastos [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-02102012-101738/publico/PedroTeixeiraGarciaCoesta_Rev.pdf
    • Vancouver

      Coesta PTG, Rezende MLR de. Efeito da desmineralização óssea superficial na migração, adesão e diferenciação de pré-osteoblastos [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-02102012-101738/publico/PedroTeixeiraGarciaCoesta_Rev.pdf

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019