Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Detecção molecular e diagnóstico diferencial de vírus entéricos em criações de perus comerciais (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ALVAREZ, JOELMA MOURA - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPT
  • Subjects: ENTERITE ANIMAL; PERUS (PATOLOGIA); VÍRUS DE RNA (VETERINÁRIA)
  • Keywords: Enterites; Enteritis; Perus; Polimerase chain reaction; Reação em cadeia por polimerase; Turkeys; Virus; Vírus
  • Language: Português
  • Abstract: Setenta e seis amostras intestinais de lotes de perus apresentando ou não sinais clínicos de enterite foram avaliadas quanto à presença de adenovírus grupo 1 (TAV), vírus da enterite hemorrágica dos perus (HEV), astrovírus tipo 1 e 2 (TAstV-1 e TAstV-2), coronavírus dos perus (TCoV), reovírus, rotavírus e vírus da nefrite aviária (ANV) através da reação em cadeia da polimerase. Os resultados obtidos foram analisados quanto à região geográfica de origem das amostras, idade das aves e presença de sinais clínicos nos lotes. Foi detectada elevada positividade das amostras para pelo menos um vírus (93,4%), e grande número de amostras com associações de mais de um vírus (69,7%). Santa Catarina foi o estado com maior média de número de vírus detectados em associação nas amostras (3,14) e Goiás o estado com menor média (1,73). As amostras provenientes de aves em fase inicial de criação (1 a 4 semanas de idade) tiveram média de 3,20 vírus detectados por amostra, e 85% de detecção de TAstV-1 e TCoV (os mais frequentes), enquanto que na fase de terminação (5 a 18 semanas) foi observada menor média de vírus associados nas amostras (2,41), e os agentes mais detectados foram TAstV-1 (57,1%) e rotavírus (51,8%), no entanto, todos os vírus apresentaram menor frequência na fase de terminação do que na inicial, com exceção do TAV e reovírus. Quando os sinais clínicos estavam presentes todos os vírus foram detectados em maior percentual (sendo TAstV-1, TAstV-2 e TCoV os mais frequentes) do que nos lotes sem sinais clínicos, onde TAstV-1 e rotavírus foram os mais frequentes. Estudos posteriores são necessários para a compreensão do papel de cada vírus no desenvolvimento de enterites
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.06.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300054060T.2439 FMVZ
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALVAREZ, Joelma Moura; FERREIRA, Antônio José Piantino. Detecção molecular e diagnóstico diferencial de vírus entéricos em criações de perus comerciais. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-22082011-135317/ >.
    • APA

      Alvarez, J. M., & Ferreira, A. J. P. (2011). Detecção molecular e diagnóstico diferencial de vírus entéricos em criações de perus comerciais. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-22082011-135317/
    • NLM

      Alvarez JM, Ferreira AJP. Detecção molecular e diagnóstico diferencial de vírus entéricos em criações de perus comerciais [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-22082011-135317/
    • Vancouver

      Alvarez JM, Ferreira AJP. Detecção molecular e diagnóstico diferencial de vírus entéricos em criações de perus comerciais [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-22082011-135317/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: