Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Fatores associados ao estabelecimento da medicina tradicional chinesa na cidade de São Paulo (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ROLAND, MARIA INêS DE FRANçA - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MPR
  • Subjects: ACUPUNTURA; TERAPIAS COMPLEMENTARES; EDUCAÇÃO MÉDICA
  • Keywords: Acupuncture; Complementary therapies; Education medical; Equidade em saúde; Equity in health; Medicina tradicional chinesa; Medicine traditional chinese
  • Language: Português
  • Abstract: A acupuntura é uma estratégia da medicina chinesa que teve introdução no ocidente por meio de ondas orientalistas, a partir do século 18, quando foi associada à cirurgia, por se tratar de terapêutica externa. Durante a primeira metade do século 19, foi objeto de interesse científico, perdendo impacto na segunda metade daquele século, quando identificada como etnomedicina, de interesse apenas histórico. Não obstante, a investigação científica sobre esta terapêutica não foi encerrada. No início do século 20, estudos sobre acupuntura buscavam uma explicação para sua dinâmica nas teorias da eletricidade animal. Nos anos 1960, nova onda da terapêutica, mística e esotérica, acompanhou o movimento de Contracultura no ocidente, fora do ambiente acadêmico. A partir dos anos 1970, sua admissão formal em meio acadêmico foi facilitada pela reaproximação do ocidente com a República Popular da China. Desde então, a acupuntura vem ganhando espaço nas investigações científicas, estabilizando sua explicação pela teoria neurofisiológica, visando a identificar padrões terapêuticos para situações de saúde classificadas pelo núcleo conceitual da Medicina Ocidental Moderna (MOM). O presente estudo de caso descreve o estabelecimento da acupuntura científica na Faculdade de Medicina na Universidade de São Paulo (FMUSP). Utiliza a teoria ator-rede de Bruno Latour e colaboradores. Identifica as redes de conexão utilizadas pelos doutores Hong Jin Pai, Wu Tu Hsing e Chin An Lin para instalar ensino, assistência e pesquisa acadêmica em acupuntura nessa instituição de ensino superior, considerada ícone na difusão de conhecimento ortodoxo em medicina. Essa trajetória é construída por meio de depoimentos de médicos acupunturistas que participam das atividades didáticas, assistenciais e de pesquisa na FMUSP. Foram empregadas as estratégias de observação participante (fevereiro adezembro de 2010), entrevistas semiestruturadas (17), pesquisa documental e midiática. Os registros de campo foram digitados em Word2003 e Word 2007. As entrevistas tiveram gravação digital e foram transcritas. A análise realizada foi temática e de conteúdo, considerando cinco temas principais propostos por modelo de sistema circulatório latouriano: mobilização do mundo, autonomização, alianças, representação pública e núcleo conceitual. Os resultados indicam que a acupuntura: (1) reforça o conhecimento de que parte considerável das enfermidades é simples e não precisa de alta tecnologia para construção do diagnóstico e da terapêutica; (2) é um contraponto para a MOM que tem alto custo e nem sempre oferece resultados satisfatórios para o médico e/ou o paciente; (3) contribui para melhorar as estratégias de assistência à saúde; (4) modula o consumo de fármacos; (5) os pacientes usam as Medicinas Complementares e Alternativas (MCAs) e isso se relaciona: (a) ao alto custo financeiro da MOM, (b) ao efeito terapêutico imediato da acupuntura, (c) a insucessos no tratamento convencional, (d) à boa relação terapêutica que proporciona; (6) quando baseada em evidências, a acupuntura tem sua prática legitimada no sistema de saúde. Conclui-se que: (1) a formação em acupuntura reforça a dimensão clínica da prática médica, associada à imagem do bom profissional de saúde; (2) a ideia da acupuntura apenas como placebo é inadequada; (3) a não regulamentação da profissão de acupunturista prejudica a formação profissional que possa responder às necessidades de assistência em saúde, com padrões de excelência; (4) combinadas, MOM e Medicina Chinesa Clássica (MCC) potencializam o benefício terapêutico aos pacientes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.07.2012
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROLAND, Maria Inês de França; GIANINI, Reinaldo José. Fatores associados ao estabelecimento da medicina tradicional chinesa na cidade de São Paulo. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-10102012-105723/ >.
    • APA

      Roland, M. I. de F., & Gianini, R. J. (2012). Fatores associados ao estabelecimento da medicina tradicional chinesa na cidade de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-10102012-105723/
    • NLM

      Roland MI de F, Gianini RJ. Fatores associados ao estabelecimento da medicina tradicional chinesa na cidade de São Paulo [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-10102012-105723/
    • Vancouver

      Roland MI de F, Gianini RJ. Fatores associados ao estabelecimento da medicina tradicional chinesa na cidade de São Paulo [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-10102012-105723/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019