Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Metrics


Metrics:

Implementação das unidades de conservação do corredor central da Mata Atlântica no estado da Bahia: desafios e limites (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MAGRO, TERESA CRISTINA - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622012000400004
  • Subjects: ÁREAS DE CONSERVAÇÃO (BAHIA); MATA ATLÂNTICA (MANEJO)(BAHIA)
  • Language: Português
  • Abstract: No Brasil, as Unidades de Conservação (UCs) são consideradas o pilar central para o desenvolvimento de estratégias nacionais de conservação da biodiversidade. Dentro dessa perspectiva, foram estudadas trinta unidades de conservação pertencentes ao Corredor Central da Mata Atlântica no Estado da Bahia, com o objetivo de identificar e analisar seu atual nível de implementação. Foi utilizada, com as devidas adaptações, a metodologia de Lemos de Sá e Ferreira (2000), a qual consiste na aplicação de uma escala de padrão, onde a variação de análise do nível de implementação obedece a um intervalo entre 0 a 5 pontos. Após obter os dados do nível de implementação foi utilizado o método de agregação de Ward para auxiliar a visualização das unidades de conservação estudadas quanto à dissimilaridade entre elas. Utilizou-se a classificação internacional proposta pela IUCN (International Union for Conservation of Nature) para que as UCs sejam comparáveis com trabalhos realizados em outros países. As UCs avaliadas estão nos grupos Ia, II, V e VI da IUCN. Conforme os resultados, 50% das unidades de conservação analisadas encontram-se razoavelmente implementadas, 40% insuficientemente implementadas, 6,7% apresentam-se como "parques de papel" e apenas 3,3% podem ser classificadas como satisfatoriamente implementadas. Essas áreas enfrentam problemas em sua regularização fundiária; apresentam deficiência em infraestrutura, recursos humanos e financeiros. Diante dos resultados, fica evidente a recorrência do fato de que as unidades de conservação em estudo necessitam ser efetivamente implementadas. Para que isso ocorra, as políticas ambientais devem ser voltadas para ações com objetivos de consolidar essa estratégia de conservação
  • Imprenta:
  • Source:
  • Acesso online ao documento

    DOI or search this record in
    Informações sobre o DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622012000400004 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: hybrid
    • Licença: cc-by-nc
    Versões disponíveis em Acesso Aberto do: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622012000400004 (Fonte: Unpaywall API)

    Título do periódico: Revista Árvore

    ISSN: 0100-6762

    • Melhor URL em Acesso Aberto:


    • Outras alternativas de URLs em Acesso Aberto:


        • Página do artigo
        • Evidência: oa journal (via doaj)
        • Licença: cc-by
        • Versão: publishedVersion
        • Tipo de hospedagem: publisher




        • Página do artigo
        • Link para o PDF
        • Evidência: oa repository (via OAI-PMH title and first author match)
        • Licença:
        • Versão: submittedVersion
        • Tipo de hospedagem: repository


    Informações sobre o Citescore
  • Título: Revista Arvore

    ISSN: 0100-6762

    Citescore - 2017: 0.56

    SJR - 2017: 0.458

    SNIP - 2017: 0.702


  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC2311464-10Acervo de Periódicos
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SCHIAVETTI, Alexandre; MAGRO, Teresa Cristina; SANTOS, Michele Silva. Implementação das unidades de conservação do corredor central da Mata Atlântica no estado da Bahia: desafios e limites. Revista Árvore, Viçosa, v. 36, n. 4, p. 611-623, 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622012000400004.
    • APA

      Schiavetti, A., Magro, T. C., & Santos, M. S. (2012). Implementação das unidades de conservação do corredor central da Mata Atlântica no estado da Bahia: desafios e limites. Revista Árvore, 36( 4), 611-623. doi:http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622012000400004
    • NLM

      Schiavetti A, Magro TC, Santos MS. Implementação das unidades de conservação do corredor central da Mata Atlântica no estado da Bahia: desafios e limites. Revista Árvore. 2012 ; 36( 4): 611-623.
    • Vancouver

      Schiavetti A, Magro TC, Santos MS. Implementação das unidades de conservação do corredor central da Mata Atlântica no estado da Bahia: desafios e limites. Revista Árvore. 2012 ; 36( 4): 611-623.

    Referências citadas na obra
    Autor: ALMEIDA R. C. V
    Primeira página: 106
    Ano: 2004
    Autor: BENSUSAN N.
    Ano: 2006
    Autor: BRITO F.
    Ano: 2006
    Autor: BRITO M. A
    Primeira página: 645
    Ano: 2000
    Autor: CASULARI DA MOTTA A. C. D.
    Ano: 2005
    Autor: DOUROJEANNI M. J.
    Primeira página: 308
    Ano: 2001
    Autor: DRUMMOND J. A.
    Primeira página: 200
    Ano: 2006
    Autor: FONSECA A. B.
    Ano: 2006
    Autor: FONSECA G.A.B.
    Primeira página: 47
    Ano: 2004
    Autor: LEMOS DE SÁ R. M.
    Primeira página: 32
    Ano: 2000
    Autor: LIMA G. S.
    Título: Avaliação da efetividade de manejo das unidades de conservação de proteção integral em Minas Gerais
    Título do periódico: Revista Árvore
    Volume: 29
    Fascículo: 4
    Primeira página: 647
    Ano: 2005
    DOI: 10.1590/S0100-67622005000400017
    Autor: MEDEIROS R
    Primeira página: 736
    Ano: 2004
    Autor: MITTERMEIER R.A.
    Título: Uma breve história da conservação da biodiversidade no Brasil
    Título do periódico: Megadiversidade
    Volume: 1.
    Fascículo: 1
    Primeira página: 14
    Ano: 2005
    Autor: MYERS N.
    Título: Biodiversity hotspots for conservation priorities
    Título do periódico: Nature
    Volume: 403
    Primeira página: 853
    Ano: 2000
    DOI: 10.1038/35002501
    Autor: REIS T
    Ano: 2008
    Autor: RYLANDS A. B.
    Título: Unidades de conservação brasileiras
    Título do periódico: Megadiversidade.
    Volume: 1
    Fascículo: 1
    Primeira página: 28
    Ano: 2005
    Autor: SCHENINI P. C.
    Primeira página: 1
    Ano: 2004
    Autor: SCHIAVETTI A.
    Título: Análise das reservas particulares do patrimônio natural como estratégia de conservação na região cacaueira do Sul da Bahia, Brasil
    Título do periódico: Revista Árvore
    Volume: 34
    Fascículo: 4
    Primeira página: 699
    Ano: 2010
    Autor: SILVA M.
    Título: O programa brasileiro de unidades de conservação
    Título do periódico: Megadiversidade
    Volume: 1
    Fascículo: 1
    Primeira página: 22
    Ano: 2005
    Autor: SNEATH P. H. A.
    Ano: 1973
    Autor: TERBORGH J.
    Primeira página: pg 25
    Ano: 2002