Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A hipertensão perpetua a perda óssea alveolar (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VANDERLEI, JANINE MONTENEGRO TOSCANO MOURA DE MEDEIROS - FORP
  • USP Schools: FORP
  • Sigla do Departamento: 806
  • Subjects: PERIODONTIA; HIPERTENSÃO; REABSORÇÃO ÓSSEA ALVEOLAR
  • Keywords: Alveolar bone Loss; Hypertension; Perda Óssea alveolar; Periodontite; Periodontitis; Ratos espontaneamente hipertensos; Spontaneously Hypertensive rats
  • Language: Português
  • Abstract: A medicina periodontal vem mostrando uma associação entre a doença periodontal (DP) e doenças sistêmicas. Entretanto, são poucos os estudos que têm focado no impacto da hipertensão arterial sistêmica na progressão da periodontite. A relação entre estas duas patologias envolve o processo de inflamação, uma vez que a hipertensão está associada à disfunção endotelial. O objetivo deste estudo foi avaliar, morfometricamente, se a hipertensão afeta a progressão da DP através do aumento da perda óssea alveolar mesmo após a remoção da ligadura. Utilizando-se um modelo de periodontite induzida por ligadura, 20 ratos hipertensos (Spontaneously Hypertensive Rats - SHR) e 20 ratos normotensos (Wistar Kyoto - WKY) foram distribuídos nos seguintes grupos: WKY-C, WKY-DP, SHR-C e SHR-DP (C grupo controle e DP grupo com doença periodontal). Nos grupos com DP os 1°s molares inferiores receberam ligadura com fio de algodão no início do experimento. Após 10 dias, metade dos animais de cada grupo foi sacrificada e a outra metade teve suas ligaduras removidas. No 21° dia (11 dias após a remoção das ligaduras), os animais restantes foram sacrificados. As mandíbulas tiveram seu tecido mole removido e foram submetidas à análise morfométrica, medindo-se a distância entre a crista óssea alveolar e a junção cemento-esmalte (COA-JCE, mm) em todos os grupos. Aos 10 dias, os grupos com DP mostraram uma perda óssea maior (p<0.05) que seus controles (SHR-DP = 0.72 ± 0.05; SHR-C = 0.39 ± 0.04; WKY-DP = 0.75 ± 0.04 e WKY-C = 0.56 ± 0.04). Após a remoção das ligaduras, a perda óssea acumulada foi superior (p<0.05) àquela aos 10 dias com ligadura, apenas no grupo SHR-DP (0.94 ± 0.13 mm). Foram observados 32% de perda óssea adicional após a remoção das ligaduras no grupo SHR-DP e apenas 17% no grupo WKY-DP. Os ratos SHR (83% e 102%) apresentaram um padrão de perdaóssea diferente e mais severa que os WKY (32% e 26%) comparando-se com seus respectivos controles, tanto aos 10 quanto principalmente aos 21 dias. Enquanto que a perda óssea nos WKY tendeu a diminuir após a remoção das ligaduras, os SHR apresentaram uma progressão da perda óssea no 21° dia. Portanto, pode-se especular que a hipertensão está associada com uma perda óssea alveolar mais severa, mesmo após a remoção das ligaduras, e que pode perpetuar a progressão da periodontite
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.12.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FORP11700014621Vanderlei, Janine Montenegro Toscano Moura de Medeiros
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VANDERLEI, Janine Montenegro Toscano Moura de Medeiros; TABA JUNIOR, Mario. A hipertensão perpetua a perda óssea alveolar. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58132/tde-15022012-110909/ >.
    • APA

      Vanderlei, J. M. T. M. de M., & Taba Junior, M. (2011). A hipertensão perpetua a perda óssea alveolar. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58132/tde-15022012-110909/
    • NLM

      Vanderlei JMTM de M, Taba Junior M. A hipertensão perpetua a perda óssea alveolar [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58132/tde-15022012-110909/
    • Vancouver

      Vanderlei JMTM de M, Taba Junior M. A hipertensão perpetua a perda óssea alveolar [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58132/tde-15022012-110909/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: