Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Alterações da morfologia dendrítica e epilepsia: uma abordagem neurocomputacional (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARRILLO, MISAEL FERNANDO GARCÍA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: NEURÔNIOS; ELETROFISIOLOGIA; EPILEPSIA; NEUROCIÊNCIAS; BIOINFORMÁTICA
  • Keywords: Alterações; Alterations; Arborização Dendrítica; Dendritic Morphology; Electrophysiology; Epilepsy; Firing Pattern; Neurônio Piramidal; Padrão de Disparo; Pyramidal Neuron
  • Language: Português
  • Abstract: Pesquisas in vivo e in vitro, têm estabelecido uma correlação entre alterações na morfologia dendrítica e a epilepsia. No entanto, ainda não se conhecem em detalhe as consequências dessas modificações, sobre a eletrofisiologia e o padrão de disparo. Também existe um fenômeno que não tem sido completamente explicado, conhecido como o paradoxo do dendrito epiléptico, no qual neurônios piramidais, mesmo com a diminuição dramática do principal lugar de inervação glutamatérgica (como consequência de, por exemplo, uma redução do diâmetro e comprimento das árvores dendríticas), inesperadamente apresentam um estado de hiperexcitabilidade crônica. Nesta pesquisa foram aproveitadas as vantagens de uma abordagem neurocomputacional, para induzir sistematicamente alterações na arquitetura dendrítica do mesmo tipo às observadas na epilepsia, e avaliar os seus efeitos sobre a eletrofisiologia e o padrão de disparo. Para isso foi construído um modelo computacional biologicamente realista, de um neurônio piramidal do neocórtex. O código-fonte do modelo está na linguagem do NEURON, e foi baseado em dados eletrofisiológicos (i.e. propriedades da membrana e condutâncias iônicas) e morfométricos, obtidos in vitro previamente por outros pesquisadores. A análise foi feita com base em parâmetros eletrofisiológicos do padrão de disparo. O nosso modelo sugere uma influencia muito forte da morfologia dendrítica sobre a eletrofisiologia, a geração de potencias de ação e o padrão de disparo. Os resultados obtidos mostram que, mesmo mantendo constantes todos parâmetros biofísicos (que têm a ver com as dinâmicas elétricas dos canais iônicos), é possível induzir um aumento grande no comportamento elétrico e na geração de potenciais de ação, a partir da redução do diâmetro e comprimento das ramificações das árvores dendríticas. Estes resultados, tambémpermitem contribuir no fornecimento de uma explicação para o paradoxo mencionado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.08.2012
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARRILLO, Misael Fernando García; SILVA FILHO, Antônio Carlos Roque da. Alterações da morfologia dendrítica e epilepsia: uma abordagem neurocomputacional. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-12112012-005433/ >.
    • APA

      Carrillo, M. F. G., & Silva Filho, A. C. R. da. (2012). Alterações da morfologia dendrítica e epilepsia: uma abordagem neurocomputacional. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-12112012-005433/
    • NLM

      Carrillo MFG, Silva Filho ACR da. Alterações da morfologia dendrítica e epilepsia: uma abordagem neurocomputacional [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-12112012-005433/
    • Vancouver

      Carrillo MFG, Silva Filho ACR da. Alterações da morfologia dendrítica e epilepsia: uma abordagem neurocomputacional [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-12112012-005433/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019