Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Idosos com dor crônica, relato de queda e utilização de serviços de saúde: estudo SABE (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DELLAROZA, MARA SOLANGE GOMES - EE
  • USP Schools: EE
  • Sigla do Departamento: ENC
  • Subjects: IDOSOS; DOR; ACIDENTES; SERVIÇOS DE SAÚDE
  • Keywords: Accidental falls; Aged; Disability; Health services; Incapacidade; Pain; Quedas
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Caracterizar a dor crônica em idosos da comunidade e avaliar sua associação entre a utilização de serviços de saúde e o autorrelato de quedas. Método: estudo transversal com amostra populacional obtida por meio de inquérito domiciliar, envolvendo idosos com dor crônica sem déficit cognitivo. Neste estudo consideram-se dor crônica aquela com duração igual ou superior a seis meses e idoso aquele com 60 anos ou mais. O critério para utilização do serviço de saúde foi ter feito mais de quatro consultas ou uma internação no último ano. A ocorrência de quedas foi o relato de, no mínimo, uma queda nos 12 meses anteriores à pesquisa. Por meio da estatística descritiva os idosos foram caracterizados quanto às características da dor crônica, dos aspectos sociodemográficos, morbidade autorreferida, dependência nas atividades básicas e instrumentais de vida diária e mobilidade. Para os idosos com dor há pelo menos um ano, testou-se a existência de associação entre uso do serviço de saúde e ocorrência de queda com variáveis independentes (características da dor, sociodemográficas e morbidades autorreferidas), por meio de análises univariadas (teste de associação de RaoScott) e multivariadas (Regressão Múltipla de Cox com variância robusta). Para as análises estatísticas utilizou-se o programa Stata 11.0 e adotou-se como valor de significância p<0,05. Resultados: A prevalência de dor crônica foi de 29,7% (IC95% 25,4 - 33,9); os locais mais frequentes de dor foram a região lombar (25,4%) e membros inferiores (21,9%); a dor foi moderada em 45,8% das vezes e intensa em 46% dos indivíduos. A dor foi mais frequente em mulheres (p<0,007) e esteve associada à maior dependência para as atividades da vida diária e à pior mobilidade (p<0,001).Intensidade da dor e renda familiar associaram-se (p=0,005): renda familiar igual ou superior a três salários mínimos foi relatada por 37% dos idosos com dor fraca/moderada e por 17% daqueles com dor intensa. A prevalência de utilização do serviço de saúde nos idosos com dor foi de 44% (IC95% 35,1 52,8), e não diferiu dos idosos sem dor (50,5% [IC95% 45,1-55,9]) A análise multivariada mostrou que a chance de utilização do serviço de saúde foi 33% menor nos idosos com dor há mais de dois anos do que naqueles com dor entre um e dois anos (p=0,002). Foi 55% maior nos idosos com dor intensa (p=0,003) e 45% maior entre os que relataram interferência moderada da dor (p=0,015). A prevalência de queda, no último ano, entre os idosos com dor foi de 31,6% (IC95%: 26,4 37,5] e não diferiu dos idosos sem dor (26,4% [IC95%: 23,1 30,0]) e p=0,145. A maioria (58,9%) dos idosos com dor crônica caiu uma vez no último ano, e 27,6% deles caíram três vezes ou mais. O risco de quedas foi 50% maior (p=0,019) em idosos com dor e osteoporose, enquanto foi 48% maior naqueles com dor e incontinência urinária (p = 0,010). Conclusão: estudo populacional com idosos da cidade de São Paulo, constatou-se que a dor crônica foi frequente e esteve associada a maiores prejuízos na independência e mobilidade. A dor crônica mais intensa, a mais recente e a com impacto no trabalho resultaram em maior uso dos serviços de saúde. Aqueles com dor há um ano ou mais e osteoporose, dor e incontinência urinária tiveram maiores chance de quedas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.06.2012
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DELLAROZA, Mara Solange Gomes; PIMENTA, Cibele Andrucioli de Mattos. Idosos com dor crônica, relato de queda e utilização de serviços de saúde: estudo SABE. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-23082012-142905/ >.
    • APA

      Dellaroza, M. S. G., & Pimenta, C. A. de M. (2012). Idosos com dor crônica, relato de queda e utilização de serviços de saúde: estudo SABE. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-23082012-142905/
    • NLM

      Dellaroza MSG, Pimenta CA de M. Idosos com dor crônica, relato de queda e utilização de serviços de saúde: estudo SABE [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-23082012-142905/
    • Vancouver

      Dellaroza MSG, Pimenta CA de M. Idosos com dor crônica, relato de queda e utilização de serviços de saúde: estudo SABE [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-23082012-142905/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019