Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Relação entre horas requeridas e horas disponíveis de assistência de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva. (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GOUVÊA, POLLYANA BORTHOLAZZI - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA; RECURSOS HUMANOS (ENFERMAGEM); CARGA DE TRABALHO; CUIDADOS DE ENFERMAGEM
  • Keywords: Intensive Care Units; Nursing Care; Nursing Staff; Workload
  • Language: Português
  • Abstract: Dispor de um quantitativo de profissionais da enfermagem que atendam a demanda de assistência necessária a cada doente é parte fundamental do cuidado ao paciente crítico. O presente estudo teve como objetivo comparar e analisar a relação entre quantitativo de horas disponíveis e horas requeridas para o cuidado de enfermagem à pacientes internados em uma Unidade de Terapia Intensiva. Trata-se de um estudo transversal descritivo e exploratório, baseado em dados retrospectivos. Foi realizado em uma instituição hospitalar que dispõe de 193 leitos de internação clínica médica-cirúrgica, dos quais 36 são destinados à terapia intensiva. O quadro funcional de enfermagem na Unidade de Terapia Intensiva é constituído por 22 enfermeiros e 105 técnicos/auxiliares de enfermagem. Para coleta dos dados foram utilizados dois instrumentos, sendo o primeiro para caracterização da clientela, levantamento dos dados da internação e mensuração da gravidade dos pacientes segundo o índice prognóstico APACHE II. O segundo instrumento foi o Nursing Activities Score (NAS) que mensura as necessidades cuidativas de cada paciente. A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva. Os resultados apontaram que a taxa de ocupação da unidade no período do estudo foi de 88,8% e a média de permanência dos pacientes, de 8,3 dias. A amostra foi constituída em sua maioria por homens (63,45%), com idade superior a 60 anos (73,2%) e destes, 39% (16) possuíam 75 anos ou mais. As causas das internações na UTI foram decorrentes de complicações clínicas. A média do escore APACHE II foi de 17,8 pontos e a média geral do NAS foi de 87,7 pontos (± 10,3). O quadro efetivo diário foi, em média, de 23,6 profissionais de enfermagem nas 24 horas ou 7,9 profissionais por turno entre enfermeiros e técnicos/auxiliares de enfermagem. Entretanto, a necessidade identificada pela aplicação do instrumentoNAS para as 24 horas foi de 14 profissionais por turno ou 42 profissionais nas 24horas. Ao converter este quantitativo em horas de cuidado pode-se afirmar que os pacientes receberam 57,2% da assistência de enfermagem que necessitariam. Os resultados possibilitaram afirmar que os pacientes estudados geraram uma alta carga de trabalho de enfermagem enquanto permaneceram na unidade e a adequação do quantitativo de profissionais se constitui num requisito essencial para uma assistência segura nesta unidade estudada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.08.2012
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GOUVEA, Pollyana Bortholazzi; LAUS, Ana Maria. Relação entre horas requeridas e horas disponíveis de assistência de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva.. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-07112012-152739/ >.
    • APA

      Gouvea, P. B., & Laus, A. M. (2012). Relação entre horas requeridas e horas disponíveis de assistência de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-07112012-152739/
    • NLM

      Gouvea PB, Laus AM. Relação entre horas requeridas e horas disponíveis de assistência de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva. [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-07112012-152739/
    • Vancouver

      Gouvea PB, Laus AM. Relação entre horas requeridas e horas disponíveis de assistência de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva. [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-07112012-152739/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019