Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo do efeito de autorreparação nos revestimentos aditivados com microcápsulas contendo óleo de linhaça (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RESTREPO, MÓNICA BAPTISTE - EP
  • USP Schools: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: MICROENCAPSULAÇÃO; LINHAÇA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho é a preparação de um revestimento inteligente com resina epóxi que é capaz de autorreparar-se quando o sofre um defeito mecânico. A autorreparação é possível devido à presença de microcápsulas, que são dispersas na resina (revestimento de epóxi sem pigmentos) e que contêm no seu núcleo o agente de autorreparação, o óleo de linhaça. Estas cápsulas foram preparadas por uma emulsão de óleo de linhaça em água para formar micelas e sobre estas uma parede ou casca exterior de poliuréia-formaldeído. Para a avaliação da resistência à corrosão e do efeito de autorreparação do revestimento, chapas de aço carbono foram revestidas e avaliadas pela técnica de espectroscopia de impedância eletroquímica (EIE) em 0.1molL-1 1 NaCl e também foram avaliadas pelo teste acelerado de corrosão em câmara de névoa salina (SSC). Após a cura do revestimento aditivado com as microcápsulas, aplicado sobre placas de aço carbono, as medidas eletroquímicas de impedância foram realizadas em corpos de prova com um defeito mecânico provocado de forma controlada e reprodutível. Uma célula de três eletrodos foi utilizada. Estas medidasforam efetuadas após 0h, 24h e 48h da execução da incisão ou defeito mecânico. Para comparação, as mesmas medidas foram realizadas com as placas pintadas com o revestimento não-aditivado, com a mesma espessura total de 120 mm. Os resultados mostraram que as cápsulas foram quebradas e se liberou o óleo de linhaça, reparando a área da incisão o udefeito após pelo menos 24 horas de exposição natural ao ar ambiente. Verificou-se que para as placas revestidas sem defeito, os valores de | Z | mantiveram-se elevados. No entanto, o revestimento sem as microcápsulas, após 24 horas, mostrou uma diminuição considerável no valor de módulo de impedância, |Z|.Assim, usando a técnica de EIE foi possível avaliar quantitativamente o mecanismo de autorreparação do revestimento aditivado com microcápsulas que contêm óleo de linhaça. Os ensaios acelerados de corrosão (SSC) mostraram resultados em estreita concordância com os obtidos por EIE.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.10.2012
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAPTISTE RESTREPO, Mónica; AOKI, Idalina Vieira. Estudo do efeito de autorreparação nos revestimentos aditivados com microcápsulas contendo óleo de linhaça. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-19072013-153649/pt-br.php >.
    • APA

      Baptiste Restrepo, M., & Aoki, I. V. (2012). Estudo do efeito de autorreparação nos revestimentos aditivados com microcápsulas contendo óleo de linhaça. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-19072013-153649/pt-br.php
    • NLM

      Baptiste Restrepo M, Aoki IV. Estudo do efeito de autorreparação nos revestimentos aditivados com microcápsulas contendo óleo de linhaça [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-19072013-153649/pt-br.php
    • Vancouver

      Baptiste Restrepo M, Aoki IV. Estudo do efeito de autorreparação nos revestimentos aditivados com microcápsulas contendo óleo de linhaça [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-19072013-153649/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019