Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Algas marinhas bentônicas do Brasil (1977)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OLIVEIRA FILHO, EURICO CABRAL DE - IB
  • USP Schools: IB
  • Subjects: ALGOLOGIA; BOTÂNICA; ALGAS MARINHAS; BOTÂNICA (CLASSIFICAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: Cremos que não haja no Brasil um grupo tão diversificado de vegetais que seja melhor conhecido que o das chamadas Algas Marinhas Bentônicas, onde estão incluídas cinco divisões: Cyanophyta, Chrisophyta, Rhodophyta, Phaeophyta e Chlorophyta. Isto se deve especialmente a um trabalho de equipe, que vem se desenvolvendo a quase 30 anos ininterruptamente. Em termos comparativos, mesmo apesar de sua extensa costa, é o Brasil, na América Latina, o país que melhor conhece suas plantas marinhas e onde a Ficologia mais se destaca. Não queremos com isto demonstrar, nem sequer sugerir, que o grupo em questão já se encontra em um estágio de conhecimento que dispense novos estudos de caráter taxonômico. Ao contrário, queremos deixar claro que, embora alguns táxons tenham sido cuidadosamente estudados, restam ainda numerosos problemas taxonômicos a serem resolvidos. Embora nos últimos 25 anos os ficologistas brasileiros tenham publicado cerca de 130 trabalhos, faltava um estudo global, que reunindo o conhecimento das várias publicações dispersas fizesse uma síntese dos resultados já conseguidos. A última relação existente data de 1931 (160), incluindo apenas 211 espécies, muitas das quais cairam em sinonímia. Entre outros objetivos pretendemos dar uma visão geral da flora de algas marinhas bentônicas do Brasil e de sua distribuição ao longo do litoral brasileiro. Para tanto foram coligidas todas as citações esparsas em ampla literatura, incluindo-se as teses não publicadas, acrescidas denumerosas observações originais coligidas pelo autor ao longo de 15 anos de coletas por toda a costa do Brasil. De posse destes dados procuramos analisar a flora marinha brasileira quanto às suas relações com outras floras conhecidas, seu caráter fitogeográfico e sua origem provável. Nossa intenção ao preparar este trabalho não foi apenas a de reunir os dados da literatura para simplesmente organizá-los como um catálogo, o que, diga-se de passagem, já seria muito útil. Procuramos analisar e interpretar os dados publicados à luz de nossa experiência em vários anos de estudo das algas brasileiras, fornecendo uma visão crítica dos mesmos, acrescidas de observações originais de campo, herbário e laboratório. Evidentemente, dada a extensão e diversidade dos grupos envolvidos, não foi possível examinar cada um dos táxons citados para o Brasil, especialmente os referidos no século passado, mesmo porque, boa parte das coleções mais antigas foi destruída. Por outro lado, examinamos as coleções estudadas por Greville (155), Montagne (109), Dickie (19-22) e Murray (112), além, claro da maior parte das coleções realizadas a partir de 1950. Esperamos que este trabalho, que é também uma síntese dos conhecimentos de nossas algas marinhas possa servir como subsídio e ponto de partida para melhor equacionarmos os trabalhos futuros de forma que se possa atacar os problemas mais prioritários e evitar dispendio de esforços na solução de problemas menores
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.04.1977
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000002808LD-17
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA FILHO, Eurico Cabral de. Algas marinhas bentônicas do Brasil. 1977.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1977. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/41/tde-14032013-171424/ >.
    • APA

      Oliveira Filho, E. C. de. (1977). Algas marinhas bentônicas do Brasil. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/41/tde-14032013-171424/
    • NLM

      Oliveira Filho EC de. Algas marinhas bentônicas do Brasil [Internet]. 1977 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/41/tde-14032013-171424/
    • Vancouver

      Oliveira Filho EC de. Algas marinhas bentônicas do Brasil [Internet]. 1977 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/livredocencia/41/tde-14032013-171424/