Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Diferentes níveis vitamínicos na dieta de frangos de corte (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MOTA, MONIQUE MATIAS - FZEA
  • USP Schools: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZAZ
  • Subjects: ADSORÇÃO; AFLATOXINAS; FRANGOS DE CORTE; VITAMINAS
  • Keywords: Adsorbent; Adsorvente
  • Language: Português
  • Abstract: Foi realizado um experimento no aviário experimental do Departamento de Zootecnia da Universidade de São Paulo (USP), na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), em Pirassununga/SP com o objetivo de avaliar o efeito de dois níveis vitamínicos (comercial e OVN) com ou sem aflatoxina em dietas de frangos de corte no período de 1 a 42 dias. Foram utilizados 1800 pintinhos, machos, Cobb 500, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 2 x 2 (2 níveis vitamínicos - comercial e OVN, 2 níveis de aflatoxina - 0 ppm e 0,5 ppm, e 2 níveis de adsorventes - 0 e 10 kg/ton), totalizando 8 tratamentos com 15 repetições de 15 aves cada. As dietas foram fornecidas fareladas e a base de milho e farelo de soja, formuladas segundo os níveis praticados por uma integradora da região. Para avaliar o desempenho foram analisados o consumo de ração, ganho de peso e conversão alimentar de 1 a 49 dias. Para avaliação de carcaça (rendimento de carcaça, peito e pernas), determinação de incidência de BBS e determinação do peso das vísceras abdominais e coração foram abatidas duas aves por repetição aos 45 dias. Os resultados mostraram que frangos de corte, machos, alimentados com nível OVN de vitaminas, apresentaram melhor ganho de peso, conversão alimentar, rendimento de carcaça e peito quando comparado com o nível comercial de vitaminas (P<0,05) e que as dietas contendo 0,5 ppm de aflatoxinas resultaram em menor ganho de peso, rendimento decarcaça, porcentagem de peito e aumentou o tamanho do coração e fígado do animal (P<0,05). O uso de 10kg/ton de adsorvente só apresentou resultado positivo no final da vida dos animais (dos 39 a 49 dias) (P<0,05) e somente na conversão alimentar. Esse estudo permite concluir que a aflatoxina resulta em perdas de desempenho e rendimento de carcaças e que o fornecimento de níveis ótimos de vitaminas melhora os resultados dessas características. O uso de adsorventes se mostrou inviável nesse estudo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.11.2012
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FZEA11400023977T.1000
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOTA, Monique Matias; ARAÚJO, Lúcio Francelino. Diferentes níveis vitamínicos na dieta de frangos de corte. 2012.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-19032013-094024/ >.
    • APA

      Mota, M. M., & Araújo, L. F. (2012). Diferentes níveis vitamínicos na dieta de frangos de corte. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-19032013-094024/
    • NLM

      Mota MM, Araújo LF. Diferentes níveis vitamínicos na dieta de frangos de corte [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-19032013-094024/
    • Vancouver

      Mota MM, Araújo LF. Diferentes níveis vitamínicos na dieta de frangos de corte [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-19032013-094024/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: