Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Onfalocele fetal: associação das relações entre o tamanho da onfalocele e circunferência cefálica e abdominal, com morbidade e mortalidade pós-natal (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: KIYOHARA, MARINA YAMAMOTO - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MOG
  • Subjects: HÉRNIA; ULTRASSONOGRAFIA; DIAGNÓSTICO PRÉ-NATAL; PROGNÓSTICO
  • Keywords: Abdominal hernia; Abdominal wall/abnormalities; Diagnóstico pré-natal; Hérnia umbilical; Parede abdominal/anormalidades; Prenatal diagnosis; Prognosis; Prognóstico; Ultrasound; Ultrassonografia
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos: Examinar a associação das relações entre o tamanho da onfalocele e parâmetros biométricos fetais, como a circunferência cefálica e abdominal, com mortalidade e morbidade pós natais. Métodos: Estudo retrospectivo envolvendo 48 gestações únicas com onfalocele fetal que apresentavam cariótipo normal e sem malformações graves. O diâmetro médio da onfalocele fetal obtido no primeiro exame ultrassonográfico foi estimado. A razão entre o diâmetro da onfalocele e a circunferência cefálica (DO/CC) ou circunferência abdominal (DO/CA) foi correlacionada com óbito pós-natal, necessidade de intubação no primeiro dia de vida, tempo de intubação oro-traqueal, cirurgia em dois tempos ou com uso de tela sintética, reoperação, tempo de nutrição parenteral, início da dieta oral e tempo de internação. Resultados: A razão DO/CA diminui com o decorrer da gestação e a razão DO/CC aumenta, mas ambos de forma não significativa. A razão DO/CA 0,263 é a que apresenta melhor desempenho para predição do óbito pós-natal, com sensibilidade de 72,7%, especificidade de 75,7%, valor preditivo positivo de 47,1% e valor preditivo negativo de 90,3%. Limitando-se a análise dos casos até 31 semanas observa-se melhora do desempenho da razão DO/CA 0,263, com sensibilidade de 100%, especificidade de 78,6%, valor preditivo positivo de 57,1% e valor preditivo negativo de 100%. A relação DO/CA 0,263 mostrou correlação com maior necessidade de intubação orotraqueal no primeiro dia de vida, introdução tardia da dieta oral e cirurgia em dois tempos ou com uso de tela sintética. Conclusão: Em onfalocele isolada ou associada à malformação menor, a razão DO/CA 0,263 foi o melhor parâmetro biométrico para predição de mortalidade e morbidade pós-natal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.01.2013
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2339639-10W4.DB8 SP.USP FM-1 K68on 2012
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KIYOHARA, Marina Yamamoto; BRIZOT, Maria de Lourdes. Onfalocele fetal: associação das relações entre o tamanho da onfalocele e circunferência cefálica e abdominal, com morbidade e mortalidade pós-natal. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-26032013-105815/ >.
    • APA

      Kiyohara, M. Y., & Brizot, M. de L. (2013). Onfalocele fetal: associação das relações entre o tamanho da onfalocele e circunferência cefálica e abdominal, com morbidade e mortalidade pós-natal. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-26032013-105815/
    • NLM

      Kiyohara MY, Brizot M de L. Onfalocele fetal: associação das relações entre o tamanho da onfalocele e circunferência cefálica e abdominal, com morbidade e mortalidade pós-natal [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-26032013-105815/
    • Vancouver

      Kiyohara MY, Brizot M de L. Onfalocele fetal: associação das relações entre o tamanho da onfalocele e circunferência cefálica e abdominal, com morbidade e mortalidade pós-natal [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-26032013-105815/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: