Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Atividade funcional de polimorfonucleares do sangue de cabritos neonatos, induzida por Escherichia coli e Staphylococcus aureus "in vitro": influência etária e do manejo colostral (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CYRILLO, FERNANDA CAVALLINI - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: METABOLISMO ANIMAL; SANGUE (ESTUDO)
  • Keywords: Cabritos; Citometria de fluxo; Colostro; Colostrums; Fagocitose; Flow cytometry; Metabolismo oxidativo; Newborn; Oxidative metabolism; Phagocytosis
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do presente estudo foi avaliar a atividade funcional dos polimorfonucleares (PMNs) do sangue de cabritos neonatos "in vitro" - metabolismo oxidativo e a fagocitose induzidos por S.aureus e E.coli, por meio da citometria de fluxo. Foram utilizados 32 cabritos da raça Saanen, acompanhados quanto ao estado de saúde do nascimento até os 15 dias de idade, distribuídos em quatro grupos: G1- colostro de cabra "in natura"; G2- colostro de cabra aquecido a 56ºC por 60 minutos; G3- colostro de vaca "in natura" e G4 - leite de cabra; sendo avaliados nos seguintes tempos: t0 (antes da ingestão do colostro); t1 (24-48h p.n.); t2 (72-96h p.n); t3 (168-192h p.n) e t4 (336-360h p.n). A avaliação estatística foi realizada pela análise de variância (ANOVA) para a comparação entre os grupos e intragrupos para amostras de pequeno tamanho, de acordo com as variáveis do estudo, com nível de significância de 5%. O metabolismo oxidativo basal não diferiu nos grupos e com a idade. O metabolismo oxidativo aumentou com o estímulo por S. aureus após a ingestão de colostro tratado pelo calor (G2), não apresentando diferenças nos demais grupos. O estímulo com E. coli o aumentou após a ingestão de colostro tratado (G2) e após a ingestão de leite de cabra (G4) a partir de t3, não diferindo nos grupos que receberam colostro de cabra e vaca "in natura" (G1 e G3 respectivamente). A comparação entre metabolismo oxidativo basal e induzido para o S. aureus foimaior antes e após a mamada do colostro nos grupos colostro de cabra "in natura" e sem colostro (G1 e G4); e, após a ingestão do colostro nos grupos que o receberam tratado pelo calor e de vaca respectivamente (G2 e G3). Para a E. coli a resposta foi maior após a ingestão de colostro tratado pelo calor (G2); antes e após a mamada de colostro de vaca (G3) ou leite (G4); não houve diferença entre o metabolismo basal e induzido para a E. coli no grupo que recebeu colostro de cabra "in natura" (G1). A fagocitose induzida pelo S.aureus não diferiu em nenhum dos grupos; o percentual de fagocitose aumentou após a ingestão de colostro de cabra "in natura" (G1) no momento t1. A fagocitose induzida pela E.coli foi maior após a ingestão de colostro de cabra nos dois grupos. O percentual de fagocitose foi maior após a ingestão do colostro tratado pelo calor e não diferiu nos demais grupos. Os resultados permitiram concluir que a ingestão do colostro não interferiu no metabolismo oxidativo basal; o desencadeamento da explosão respiratória de PMNs induzido pelas bactérias foi maior após a ingestão de colostro de cabra aquecido a 56ºC por 60 minutos; houve indícios de aumento da fagocitose para S. aureus e um aumento da intensidade de fluorescência e do percentual de fagocitose para E.coli nos grupos que receberam colostro de cabra (G1 e G2); não ficou esclarecida a influência da idade na atividade funcional de PMNs do sangue de cabritos neonatos "invitro"; os resultados do presente estudo subsidiam propostas de melhoria do manejo da produção caprina baseada na utilização de colostro de cabra tratado pelo calor
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.03.2011
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CYRILLO, Fernanda Cavallini; BENESI, Fernando José. Atividade funcional de polimorfonucleares do sangue de cabritos neonatos, induzida por Escherichia coli e Staphylococcus aureus "in vitro": influência etária e do manejo colostral. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-26092012-143616/ >.
    • APA

      Cyrillo, F. C., & Benesi, F. J. (2011). Atividade funcional de polimorfonucleares do sangue de cabritos neonatos, induzida por Escherichia coli e Staphylococcus aureus "in vitro": influência etária e do manejo colostral. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-26092012-143616/
    • NLM

      Cyrillo FC, Benesi FJ. Atividade funcional de polimorfonucleares do sangue de cabritos neonatos, induzida por Escherichia coli e Staphylococcus aureus "in vitro": influência etária e do manejo colostral [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-26092012-143616/
    • Vancouver

      Cyrillo FC, Benesi FJ. Atividade funcional de polimorfonucleares do sangue de cabritos neonatos, induzida por Escherichia coli e Staphylococcus aureus "in vitro": influência etária e do manejo colostral [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-26092012-143616/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019