Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Expressão dos antígenos câncer-testiculares MAGE-A, MAGE-C1, GAGE e NY-ESO-1 em doenças benignas e malignas da glândula tireoide (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MELO, DANIEL HARDY - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: NEOPLASIAS EPITELIAIS E GLANDULARES; GLÂNDULA TIREOIDE; BIOMARCADORES; IMUNOHISTOQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Recentes avanços na biologia molecular do cancer de tireoide têm sido aplicados no desenvolvimento de novos marcadores de diagnóstico, visando a diferenciação entre lesões da tireoide que apresentam características microscópicas que dificultam a interpretação histológica. No entanto, a utilização destes avanços, quer como indicadores de prognóstico ou mesmo na diferenciação entre lesões benignas e malignas, ainda está dentro dos limites da experimentação e pesquisa. Neste estudo, intencionou-se estudar a expressão imuno-histoquímica de um painel de antígenos câncer-testiculares em amostras de tecido tireoideo para avaliar seu potencial como marcadores diagnóstico e prognóstico. Materiais e Métodos: Trata-se de estudo retrospectivo, caso-controle, com 117 pacientes operados no Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e no Hospital A.C. Camargo, no período de 1962 a 2011, sendo 22 bócios coloides, 9 adenomas foliculares, 9 carcinomas foliculares, 28 carcinomas papiliferos, 28 carcinomas medulares, 8 carcinomas pouco diferenciados e 13 carcinomas anaplásicos. Os critérios de inclusão foram: dados clínicos e macroscópicos disponíveis, representação adequada da lesão, processamento histológico apropriado e disponibilidade de blocos de parafina em boas condições. Foram realizadas análises dos dados clínicos, anatomopatológicos e a imuno-histoquímica do painel de antígenos câncer-testiculares. Resultados: No grupo de doenças benignas não foi observada imunomarcação dos antígenos. Nas amostras de carcinoma pilífero e folicular, a expressão de Multi MAGE-A foi de 8,1 %, GAGE foi de 10,8%, e de MAGE-C1 e NY-ESO-1 foi de 2,7%, mas não houve relação significaste entre a expressão gênica com as variáveis estudadas e a sobrevida. Entre os casos de carcinoma medular, a expressão de Multi MAGE-A foide 42,9%, do MAGE-C1 foi 46,5%, do GAGE foi 92,9% e de NY-ESO-1 foi 3,6%. Nestes casos houve significância estatística entre a expressão de GAGE e as variáveis sexo e estadiamento clínico. Nas amostras de carcinoma pouco diferenciado e anaplásico, a expressão de Multi MAGE-A foi de 61,8%, MAGE-C1 57,1%, GAGE 66,7% e NY-ESO-1 14,4%. Nestes casos houve significância estatística entre a expressão de GAGE e a variável sexo. Discussão: O padrão de expressão tumor-específico de proteínas é extremamente atraente para o campo da Oncologia, permitindo seu uso, não somente como indicadores de diagnóstico e prognóstico, mas também como um potencial candidato ao tratamento imunoterápico. Poe meio do emprego individual ou na forma de painel, os antígenos MAGE-A, MAGE-C1, GAGE e NY-ESO-1 poderão ser potenciais alvos para o desenvolvimento de vacinas contra o cancer, mesmo se para isso houver a necessidade de terapia epigenética. Conclusão: Houve expressão dos antígenos MAGE-A, MAGE-C1 e GAGE em mais de 40% nos carcinomas medulares; mais de 50% nos carcinomas pouco diferenciados e anaplásicos. A expressão do GAGE nos carcinomas medulares e indiferenciados foi de 92,9% e 66,7%, respectivamente, e houve correlação com as variáveis sexo e estadiamento clínico avançado. Os dados do presente estudo sugarem que a utilização dos antígenos câncer-testiculares estudados fornece informação adicional no diagnóstico e prognóstico dos cânceres de tireoide, especialmente o carcinoma medular, pouco diferenciado e anaplásico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.02.2013

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200065503Melo, Daniel Hardy
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MELO, Daniel Hardy; MAMEDE, Rui Celso Martins. Expressão dos antígenos câncer-testiculares MAGE-A, MAGE-C1, GAGE e NY-ESO-1 em doenças benignas e malignas da glândula tireoide. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013.
    • APA

      Melo, D. H., & Mamede, R. C. M. (2013). Expressão dos antígenos câncer-testiculares MAGE-A, MAGE-C1, GAGE e NY-ESO-1 em doenças benignas e malignas da glândula tireoide. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Melo DH, Mamede RCM. Expressão dos antígenos câncer-testiculares MAGE-A, MAGE-C1, GAGE e NY-ESO-1 em doenças benignas e malignas da glândula tireoide. 2013 ;
    • Vancouver

      Melo DH, Mamede RCM. Expressão dos antígenos câncer-testiculares MAGE-A, MAGE-C1, GAGE e NY-ESO-1 em doenças benignas e malignas da glândula tireoide. 2013 ;